Por onde começo a criar meu rótulo de cerveja?

As perguntas que têm de ser feitas por quem quer construir a imagem da marca e direcionar as ações de branding

Quando falamos em marca, queremos dizer tudo aquilo que ela representa e remete ao consumidor. (Foto: Divulgação)

Quando falamos em marca, queremos dizer tudo aquilo que ela representa e remete ao consumidor. (Foto: Divulgação)

Quando estiver criando a sua cervejaria, é importante pensar no branding, ou seja, a gestão da marca de uma empresa, tais como seu nome, as imagens ou ideias a ela associadas, incluindo slogans, símbolos, logotipos e outros elementos de identidade visual. Quando falamos em marca, queremos dizer tudo aquilo que ela representa e remete ao consumidor.

Marca tem por característica se referir a um conjunto como um todo e não elementos separados, por isso é importante pensar desde a concepção do nome da cervejaria até rótulo de cada cerveja. Um exemplo é a cervejaria Fat Bull, de Novo Hamburgo, que, além vender cerveja e diversos acessórios, se importa em reforçar que a cervejaria é bem descontraída, que suas cervejas contam história e que seu símbolo não é um porco.

É necessário se preocupar com a imagem da marca como um todo para que consiga direcionar melhor suas ações de branding com seus consumidores. Para isso é importante sempre fazer essas perguntas básicas:

  • Qual imagem sua cervejaria quer passar?
  • Existe algum diferencial em suas cervejas?
  • Com o que a marca se importa?
  • Com quem a cervejaria irá se comunicar?
  • Como você quer que seu público se lembre da cervejaria?

Essa são perguntas essenciais e que podem te ajudar na definição das diretrizes e valores da marca da sua cervejaria, pois o branding não se trata de uma ação de marketing à curto prazo, e sim uma estratégia de posicionamento que vai ser duradoura e que precisa ser reforçada ao longo de todo o tempo em que a marca aparecer.

Depois de saber aonde você quer chegar, você precisa partir para a identidade visual da cervejaria. Ter uma identidade forte no mercado de cerveja é o segredo do sucesso de qualquer marca.

Após a criação da identidade visual da cervejaria, o próximo passo é pensar no conjunto de elementos que irá representar visualmente sua cervejaria e produto. Diferentemente do valor da marca, a identidade visual é algo que podemos considerar como tangível e mutável. É muito importante que a identidade visual da cervejaria “converse” com os conceitos da marca para gerar coerência em seu conteúdo, porque ela é a materialização de tudo o que foi definido anteriormente no branding.

Como parte do trabalho, é comum vermos cervejarias que mantém um manual de sua marca, dizendo como ela deve ser aplicada da maneira correta. Isso é muito importante para que em qualquer ocasião os prestadores de serviços não façam besteira na aplicação e utilização da marca.

Após tudo isso alinhado, você pode partir para a criação do rótulo. Ele é tão importante quanto o líquido que tem dentro da garrafa. Quantas vezes você já escolheu uma cerveja pelo rótulo?

O rótulo tem o poder de influenciar o consumidor na hora da compra, por isso a cervejaria deve pensar em se destacar nas gôndolas com o seu rótulo.

Lembre-se, um bom rótulo elaborado com um profissional qualificado que entende do mercado é importante, pois ele resumirá o esforço de semanas ou meses produzindo a cerveja em um rótulo.

Por isso, é necessário trazer toda a essência da cerveja e da marca no rótulo. Mas se lembre do rótulo não só como a “cara” de sua cerveja, mas também como uma estratégia de marketing para aumentar o número de vendas.

Por isso é importante gerar apelo por meio dos elementos que o compõe como cores, tipografia, informações, conforme já descrevemos aqui no blog.

Abraço é até a próxima gente. E, se quiser saber de novidades, me siga nas redes sociais @bentocla e @agenciaalvo