Ambev

Acionistas da SABMiller aprovam compra pela AB InBev

Decisão concretiza maior negócio da história da cerveja, com valor em torno de US$ 100 bilhões

Desfecho ocorre um ano depois de a gigante da cerveja ter tornado público o interesse pela rival

Desfecho ocorre um ano depois de a gigante da cerveja ter tornado público o interesse pela rival

O último obstáculo para a compra da SABMiller pela AB InBev está superado. Os acionistas da empresa com sede em Londres aprovaram o negócio, que gira em torno de US$ 100 bilhões (ou mais de R$ 320 bilhões, em valores do dia). O desfecho do negócio ocorre um ano depois de a Anheuser-Busch InBev NV (no Brasil, Ambev) ter confirmado (em 16 de setembro de 2015) a intenção de fazer uma oferta pela concorrente SABMiller. A decisão foi divulgada pela AB InBev nesta quarta-feira, 28 de setembro (para ler a íntegra do comunicado - em inglês -, clique aqui).

O negócio une os dois maiores grupos cervejeiros, que - com marcas como Budweiser e Pilsner Urquell, entre outras centenas -, controlam a metade do lucro global no segmento. Uma região onde este impacto pode ser mais sentido é a América do Sul, que representa 39% (em percentual de 2015) da receita de ambas conforme a Bloomberg.

A aquisição da SABMiller é a maior da história na indústria da cerveja. Uma fusão vinha sendo apontada como provável porque os grupos têm complementação geográfica e o fato de não serem controlados por uma fundação familiar, como os principais concorrentes, a Heineken e a Carlsberg.

Com sede em Londres (Inglaterra) e origem em Johannesburgo (SAB quer dizer "South African Breweries"), a empresa nasceu no século 19 e se consolidou como segundo maior grupo cervejeiro do mundo só em 2002, a partir da fusão da SAB (fundada em 1895) com a Miller Brewing Company (fundada em 1855 em Milwaukee, Wisconsin/EUA). Tem 70 mil empregados em mais de 80 países e produz mais de 200 rótulos de cerveja.

A expansão em outra frente

O apetite da AB InBev é tanto na escala macro quanto na micro. A aprovação da compra da SAB Miller ocorre no mesmo mês em que a AB InBev anuncia a aquisição da cervejaria belga Bosteels, produtora das cultuadas cervejas Kwak, DeuS e Tripel Karmeliet. A compra fortalece o estratégico avanço da gigante no mercado de cervejas especiais, em que nos últimos anos vem acumulando aquisições de micro e pequenas cervejarias admiradas, como a Wäls e a Colorado, no Brasil, e diversas nos Estados Unidos.