Lúpulo é o tema de cursos na Escola Superior de Cerveja e Malte

Insumo essencial da cerveja inspira formação à distância e em formato concentrado

As aulas são ministradas por Duan Ceola (Foto: Divulgação)

As aulas são ministradas por Duan Ceola (Foto: Divulgação)

Ele é um ingrediente obrigatório na fabricação da cerveja no Brasil e cumpre um papel importante dentro de cada receita. O lúpulo faz parte da tríade essencial na produção da bebida, acompanhado de água e malte. Considerado um conservante natural, favorece a atividade exclusiva da levedura durante a fermentação da cerveja. Além disso, contribui tanto para o seu sabor – o característico amargor – quanto para o aroma. Para quem quer dominar este ingrediente tão importante, a Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM), com sede em Blumenau (SC), está com inscrições abertas para dois cursos focados exclusivamente no lúpulo. As aulas são ministradas por Duan Ceola, professor em fase final do Mestrado, sempre com estudos focados na planta.

A primeira opção é o curso à distância (EAD). As aulas são uma vez por semana, das 19h às 22h. Os encontros são realizados de forma síncrona, ou seja, o aluno está conectado ao vivo com o professor através da internet. No conteúdo, história, terroir e cultivo são abordados, além da estrutura e composição do lúpulo, análise sensorial, produtos comercializados e cálculos de amargor e quantidade. A carga horária é de 18 horas e a duração de seis semanas. As inscrições podem ser feitas através deste link.

Já o curso no formato concentrado acontece na sede da ESCM. É presencial e acontece de forma intensiva, de 8 a 12 de julho, das 8h às 17h. Nos encontros serão abordados temas como a composição química do lúpulo, técnicas de lupulagem, análise sensorial e cálculos de amargor e rendimento. As inscrições podem ser feitas através deste link.

Os dois cursos são comandados por Duan Ceola. Cervejeiro caseiro desde 2012, ele é licenciado em Química pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Está em fase de conclusão do Mestrado em Química Analítica, também na Udesc, com projetos de pesquisa relacionados ao perfil aromático do lúpulo e acompanhamento da qualidade e robustez dos produtos nacionais.