"Concurso Brasileiro de Cervejas é importante até para quem não é premiado"

O feedback de especialistas oferece orientações para o desenvolvimento dos rótulos inscritos

O concurso é uma das principais atrações paralelas do Festival Brasileiro da Cerveja (Foto: Divulgação)

O concurso é uma das principais atrações paralelas do Festival Brasileiro da Cerveja (Foto: Divulgação)

O Concurso Brasileiro de Cervejas 2019, cujas inscrições terminam em 28 de janeiro, é uma oportunidade não apenas para conquistar medalhas e reconhecimento, mas também receber feedbacks importantes para o desenvolvimento das receitas. Esse é um ponto que a organização do evento tem enfatizado. Em 2018, a competição recebeu 2.859 inscrições (Confira as premiadas). Embora o número seja impressionante, no entender dos organizadores, poderia ser ainda maior, pois muitas cervejarias e cervejeiros independentes deixam de participar de grandes concursos por acharem que não têm chance de levar algum prêmio.

A coordenadora técnica do concurso, Amanda Reitenbach, explica:

“Temos um time de jurados composto por nomes muito experientes e de competência reconhecida pelo mercado nacional e internacional. Isso traz um feedback muito sério e concreto para a cervejaria.”

O feedback pode vir a partir da avaliação do produto, por meio de um parecer sobre a receita estar ou não bem inserida, se algum ingrediente atrapalha a sua composição, se há algum defeito ou necessidade de correção.

“Com este feedback, mesmo aquela que não leva medalha, pode, no próximo ano, competir com mais força, fazendo os ajustes que forem necessários para a sua receita”, complementa Amanda.

Para as cervejas e cervejarias premiadas, as vantagens vão além do reconhecimento pelo mercado cervejeiro e da satisfação de receber o prêmio. As eleitas levam vantagem também ante ao público final. Segundo Amanda, “muitas vezes, o consumidor, numa gôndola de supermercado, por exemplo, tem entre mais de 100 cervejas para escolher e não sabe por qual cerveja começar, como escolher que cerveja beber. Então, ele usa esse selo, essa indicação de um produto premiado, como critério determinante para a compra. Ele entende aquele selo como um certificado de qualidade do produto”.

A participação de um grande número de cervejarias e cervejas auxilia também no fortalecimento da cultura cervejeira e na coleta de dados sobre o comportamento do mercado cervejeiro atual. O concurso pode atuar como uma espécie de censo, dando a dimensão de quantas cervejarias existem por estado, de quantas cervejas estão sendo produzidas e quais os estilos mais produzidos, entre outras informações. São dados de suma importância que auxiliam na construção de um mercado cervejeiro mais forte.

Este ano, o corpo de jurados é composto por 121 nomes reconhecidos pelo mercado cervejeiro mundial. São 62 brasileiros, de 11 estados diferentes, e 59 estrangeiros, de 24 países. Alguns jurados fazem parte da Brewers Association, associação americana com mais de 7 mil cervejeiros artesanais e outras empresas do ramo cervejeiro associados, que é uma das grandes fomentadoras do mercado cervejeiro nas Américas e no mundo.

O Concurso Brasileiro de Cervejas é organizado pela Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec), em parceria com a Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e do Parque Vila Germânica. A coordenação técnica do concurso é feita pelo Instituto Science of Beer, de Florianópolis.


Serviço

  • O quê: inscrições para o Concurso Brasileiro de Cervejas 2019
  • Quando: as cervejarias podem fazer a inscrição de suas amostras até 28 de janeiro - as amostras devem ser encaminhadas entre 18 e 22 de fevereiro, o julgamento ocorre entre 9 e 11 de março e cerimônia de premiação no dia 12 de março
  • Quanto: a taxa de inscrição para cada cerveja é de R$ 245
  • Como: pelo site do Festival Brasileiro da Cerveja