Baden Baden convida 3 cervejarias para colaborativas

Landel, Three Monkeys e Verace serão parceiras na produção de 3 estilos com lúpulo brasileiro

Baden Baden faz experiências com cultivo de lúpulo em São Paulo (Foto: Rodrigo Barradas/Divulgação)

Baden Baden faz experiências com cultivo de lúpulo em São Paulo (Foto: Rodrigo Barradas/Divulgação)

Pela primeira vez em 20 anos de história, a Baden Baden, empresa do grupo Heineken, participa de uma colaborativa com outras cervejarias. A Landel (São Paulo), a Three Monkeys (Rio de Janeiro) e a Verace (Minas Gerais) foram as convidadas. Cada uma delas produzirá um estilo distinto, em edição limitada, para ser apresentado na edição paulista do Mondial de La Bière, em maio.

Todas as cervejas serão produzidas na fábrica do Instituto da Cerveja Brasil (ICB) a partir do lúpulo plantado e colhido na região de Campos do Jordão (SP). A produção será, a princípio, de mil litros de cada receita, vendidos apenas como chope.

As receitas ficam por conta das cervejarias parceiras. A Verace será responsável pela produção da Dark Lager, cerveja escura, de baixa fermentação, boa carbonatação e muito refrescante. A Sour Coffee, com café em sua composição, ficará a cargo da Landel, e a Pilsen com fermentação tipo Ale será elaborada pela Three Monkeys, que focará no paladar tradicional, com bastante sabor de malte e lúpulo.

O objetivo do projeto é a produção de três cervejas colaborativas e com o uso do lúpulo brasileiro chamado Mantiqueira, plantado em uma fazenda no município de São Bento de Sapucaí, interior de São Paulo. Túlio Silva, mestre-cervejeiro da empresa mineira, ressalta a importância desse convite para a Verace:

"Significa muito, principalmente por se tratar da primeira vez em 20 anos de história que a Baden Baden chama outra cervejaria para produção de uma colaborativa. Apenas três cervejarias foram convidadas e nos orgulhamos muito de sermos a representando de Minas Gerais. Demonstra que o todo o nosso esforço para produzir cervejas de alta qualidade esta sendo reconhecido. O convite veio direto, através da área de Marketing da Heineken, proprietária da Baden Baden, e viabilizado através do ICB (Instituto de Cerveja do Brasil)."

Foram produzidos mil litros, e a Verace ficará com 250 litros e a Baden Baden com 750 litros. A apresentação das cervejas para o público ocorrerá no Mondial de La Biere de São Paulo, entre 30 de maio 2 de junho de 2019. Posteriormente a Verace deve apresentar o produto em eventos a serem divulgados.

A cerveja colaborativa produzida pela Verace é uma Lager escura, originária de Praga, República Checa, e mais comum no Leste Europeu. O caráter principal é o equilíbrio entre a base mais maltada, devido o uso de maltes mais modificados, Vienna com maltes caramelo a tostados, e lúpulos nobres, no caso o Mantiqueira e Lublin. Agradável ao paladar, com elevado drinkability, predominam sabores complexos e equilibrados de chocolate, caramelo, nozes e café, muito bem combinados com os aromas dos lúpulos. Amargor também ajuda a balancear o residual mais doce dos maltes.

Características da cerveja da Verace com aBaden Baden:

  • Teor alcoólico: 4,5%
  • Amargor: 25 IBUs
  • Copo ideal: Lager
  • Temperatura ideal de consumo: 2 a 3°C
  • Coloração: âmbar