4 formas de inovar no mercado da cerveja

Ingredientes raros, formas de consumo insólitas e acessório sustentável são exemplos que se destacam

Krug com planta única, Baden Baden com café e Corona com suporte biodegradável (Fotos: Divulgação)

Krug com planta única, Baden Baden com café e Corona com suporte biodegradável (Fotos: Divulgação)

Já chegamos a 1.000 cervejarias no Brasil. Até onde vai este mercado que não para de crescer? As cervejas artesanais vieram para ficar, mas como posso me diferenciar no mercado. Hoje, a premissa é beber menos cerveja, ou seja, estamos trocando quantidade por qualidade superior.

Atualmente, escolher e beber uma cerveja não é mais uma tarefa simples, com uma variedade cada vez maior nas gondolas e diversos estilos de cerveja disponíveis, acabamos ficando confusos na hora de decidir qual degustar. Um ingrediente diferente, um rótulo ou uma embalagem diferenciada pode ajudar a elevar as percepções do produto, mostrando a complexidade e a sofisticação da cerveja.

Essa ampla variedade de estilos que temos no mercado brasileiro permite que o consumidor de cerveja escolha o que melhor que se adapta ao seu paladar, seu tipo de refeição ou ocasião específica. Estilos diferentes também têm o potencial de “atrair” novos consumidores, muitos dos quais pensavam que a cerveja era algo genérico e não para eles.

As cervejarias passaram a confiar em dicas visuais quando os clientes entram em uma loja e frequentemente entram em projetos inovadores de rótulos e garrafas, usando rótulos artísticos, únicos e não convencionais que também fornecem alguma indicação de seu status como independentes e ecologicamente corretos. Muitos também estão transformando suas cervejarias em lojas independentes, a fim de atrair clientes para o local, aprender sobre a empresa e participar do renascimento cultural da cerveja.

Separamos algumas cervejarias que estão se diferenciando no mercado para você ter inspiração na hora de inovar.

Baden Baden Kaffee, as duas paixões nacionais juntas: cerveja com café. Está cerveja utiliza duas variedades do grão, Acaiá e Bourbon, que harmonizam com o leve amargor do lúpulo e o tostado de malte. Uma sacada bacana, pois desperta o interesse das pessoas que AMAM café a experimenta-la.

Imagina utilizar uma planta única no Brasil, foi isso que a Krug Bier fez, criou uma Cerveja com Jambu uma erva brasileira produz um efeito de formigamento e entorpecimento sutil na língua e uma sensação de dar água na boca. Quem não quer experimentar algo assim?

Esses dois exemplos são algo que podemos fazer na receita, porém, podemos inovar também na embalagem. Veja o que a Cervejaria Corona está inovando. A marca de cerveja Corona produzirá as argolas do seu “sixpack” com fibras biodegradáveis de origem vegetal, que misturadas com resíduos recicláveis e materiais compostáveis cria um material totalmente biodegradável. A grande diferença é que, quando a embalagem é deixada na natureza, não produz resíduos artificiais, pois se decompõe em material orgânico, isso é pensar em algo sustentável.

E o mais recente lançamento, que causou controvérsia foi a produção de cerveja instantânea. Trata-se de uma cerveja artesanal ultra concentrada e que fica pronta com a adição de um copo de água com gás gelada. O resultado são 250ml de cerveja artesanal pronta para beber. O produto será comercializado em uma versão de bolso (pocket) que são sachês individuais, ideais para serem preparados em qualquer lugar. Isso é quebrar padrões de mercado, inovando e sendo pioneiro.

Então o que podemos fazer de diferente hoje? Como podemos nos reinventar?

Em caso de dúvidas sobre as normas de criação de rótulos, entre em contato conosco. Siga-me nas redes sociais Bento Ferreira @bentocla (Facebook - Instagram) e conheça um pouco mais do nosso trabalho neste link.