Medalhas mostram a ascensão da cerveja artesanal brasileira

No Mondial de la Bière Montréal 2014, a Bodebrown conquistou a medalha principal, a de platina, além de dois ouros (Foto: Divulgação)

No Mondial de la Bière Montréal 2014, a Bodebrown conquistou a medalha principal, a de platina, além de dois ouros (Foto: Divulgação)

Enquanto anoitecia nesta quinta-feira, 31 de agosto, véspera do Dia Internacional da Cerveja, a Amazon Beer compartilhava com seus seguidores nas redes sociais uma grande notícia:

"Acabamos de receber mais um prêmio internacional!! Ganhamos duas medalhas no International Beer Challenge 2014, realizado em Londres. Ouro com a Forest Pilsen e Bronze com a Forest Bacuri! Motivo de muito orgulho para nós e para toda nação cervejeira do Brasil! Viva a Amazônia!!"

Colorado Ithaca, ouro no Mondial de La Bière Montréal 2014 (Foto: Divulgação)

Colorado Ithaca, ouro no Mondial de La Bière Montréal 2014 (Foto: Divulgação)

Coruja Weizenbock, ouro no Mondial de La Bière Montréal 2014 (Foto: Divulgação)

Coruja Weizenbock, ouro no Mondial de La Bière Montréal 2014 (Foto: Divulgação)

A lista oficial dos vencedores ainda não havia sido postada no site do IBC, e não seria surpresa se mais cervejas brasileiras tivessem sido premiadas. Pois isso está virando rotina. Como indício da ascensão da cerveja artesanal brasileira, 2014 está sendo um ano pródigo em conquistas internacionais. No Mondial de la Bière Montréal (CAN), em junho, a Bodebrown, de Curitiba (PR), ganhou a principal medalha, a de platina, com a Double Perigosa. No mesmo concurso, 4 das 11 medalhas de ouro também foram para cervejarias brasileiras (a própria Bodebrown, com a Cacau Ale e a Imperial Stout, a Colorado, com a Ithaca Oak Aged, e a Coruja, com a Weizenbock).

 A Wäls Dubbel ganhou o primeiro ouro do Brasil na Copa do Mundo da Cerveja, nos EUA (Foto: Divulgação)

 A Wäls Dubbel ganhou o primeiro ouro do Brasil na Copa do Mundo da Cerveja, nos EUA (Foto: Divulgação)

Na South Beer Cup 2014, a Tupiniquim arrebatou dois ouros, duas pratas e um bronze (Foto: Ricardo Jaeger/Revista Beer Art)

Na South Beer Cup 2014, a Tupiniquim arrebatou dois ouros, duas pratas e um bronze (Foto: Ricardo Jaeger/Revista Beer Art)

Também em 2014, se o Brasil decepcionou na Copa do Mundo do futebol, festejou o primeiro ouro na Copa do Mundo da cerveja, a Word Beer Cup, em Denver, no Colorado (EUA), com a Dubbel da Wäls, de Belo Horizonte (MG). Ela ganhou ainda uma prata com a Quadruppel.

Na South Beer Cup, na capital mineira, as cervejarias brasileiras conquistaram 26 ouros, com destaque para a Tupiniquim, de Porto Alegre (RS), eleita a melhor cervejaria da competição com dois ouros, duas pratas e um bronze.

O ranking das premiadas

Para saber mais sobre os prêmios conquistados pelas cervejas brasileiras, entre no link do Top Beer Art, ao clicar aqui.