Cervejaria Mistura Clássica anuncia reestruturação

Novo head de produto da empresa de Angra dos Reis é fundador da Cozalinda Cervejaria

Empresa fluminense apresenta plano para se consolidar entre as mais conceituadas do país (Foto: Divulgação)

Empresa fluminense apresenta plano para se consolidar entre as mais conceituadas do país (Foto: Divulgação)

A Mistura Clássica, tradicional cervejaria do Rio de Janeiro, apresenta novo plano de reestruturação da marca. A estratégia envolve planta fabril, identidade visual, expansão de mercado, gestão, desenvolvimento e aperfeiçoamento de produtos. Criada em 2003 na cidade de Volta Redonda (RJ), a cervejaria prêmios nacionais e internacionais com criações como Beatus, Vertigem, Catharina Goiaba, Layla e Pan Head.

Diego Rzatki, novo Head de produtos, assume a área de projetos, respondendo pela qualidade, criação e evolução dos produtos. Com formação acadêmica em economia pela UFSC, Rzatki é fundador e cervejeiro da Cozalinda Cervejaria. Rzatki é Sommelier pela Doemens Academy (Alemanhã), palestrante e docente na área de produção de cervejas acidas complexas e já conquistou prêmios nacionais e internacionais.

Segundo Rzatki, o objetivo da reestruturação é "fazer da Mistura Clássica a melhor cervejaria artesanal do Brasil", com produtos de qualidade nas linhas convencional e superpremium. Dentro do plano de renovação estão algumas mudanças como a transição de gestão familiar para uma gestão profissional, incorporando um conselho administrativo e a contratação de profissionais para cargos estratégicos.

“Além disso, a empresa irá investir, ainda, em processos estratégicos como estudo de mercado, inovação, melhorias de processos e práticas, produção, marketing, desenvolvimento de produtos, estratégia comercial, equipe qualificada e motivada”, acrescenta Rzatki..

Ele afirma ainda que a área de operações receberá atenção especial, como estratégia de distribuição, armazenagem e suprimentos.

A Mistura Clássica tem uma das unidades fabris mais modernas e equipadas do mercado de microcervejarias do País, com processos automatizados, equipamentos modernos, métodos e processos eficientes, estrutura de ponta e capacidade para produção de 200 mil litros por mês. Com a reestruturação, o objetivo é crescer ainda em 2019 10% em relação a 2018 e para 2020 uma projeção de 50% de crescimento. Até 2022 os novos gestores da cervejaria projetam um crescimento de 200% em relação a 2019.

Atualmente sediada na cidade de Angra dos Reis, uma cidade turística do Estado do Rio de Janeiro, a cervejaria tem um conceito diferenciado de vitrine, podendo ser visitada pelos turistas que desejam conhecer o processo de fabricação de cervejas artesanais, participar de degustações e conhecer a história da empresa. Além disso, fica localizada de frente para a Marina Verolme, a maior da América Latina e é a única cervejaria com acesso por terra, mar e ar. A unidade conta, também, com um bar boutique onde os turistas podem comprar os rótulos da Mistura Clássica.

Com forte presença das escolas americana, belga, inglesa e alemã a Mistura Clássica mescla criatividade e qualidade em seu portfólio de produtos. Cada rótulo é único e cada ingrediente selecionado com o máximo cuidado para levar aos consumidores cervejas com personalidade e sabor especial.

No Brasil os rótulos da Mistura Clássica já podem ser encontrados em vários estados e nos melhores estabelecimentos como bares, restaurantes, hotéis e empórios. Neste processo de reestruturação a empresa pretende conquistar novas praças, expandindo sua distribuição e operação para mais estados brasileiros, inclusive para o exterior. Já existe um plano estratégico para essas expansões e a nova gestão da marca terá o desafio de assumir e executar essa missão.