Daoravida e Tábuas produzem cerveja em homenagem a Manchinha

Lançamento da Bohemian Pilsner está previsto para o começo de abril

Cervejeiros se uniram para levantar a causa da proteção aos animais (Foto: Divulgação)

Cervejeiros se uniram para levantar a causa da proteção aos animais (Foto: Divulgação)

Após o triste caso da cadela Manchinha, morta em uma unidade de supermercado em Osasco, no ano passado, cervejeiros de todo o Brasil se uniram para homenageá-la e, ao mesmo tempo, ajudar Ongs de proteção animal. A Cervejaria Artesanal Daoravida, criada por Wagner Falci e Michele Gimenez, é uma das 82 cervejarias de 12 estados e dois países participantes da ação. A Daoravida se juntou com a Cervejaria Tábuas para criar a ‘Cerveja da Manchinha’.

O cervejeiro Wagner Falci esclarece:

“Tudo começou com um post feito pelo usuário do Facebook Hugo Rocha que tomou a iniciativa de convidar as cervejarias. Nós somos amantes dos animais, e homenagear a Manchinha é uma honra. Temos o propósito de reverter o ocorrido em algo positivo em prol dos animais e também não deixar que histórias como essa se repitam.”

A bebida será no estilo Bohemian Pilsner, com 5% de álcool e amargor de 38 IBUs.

“A ideia de fazer esse estilo é mostrar a diferença entre uma Pilsen fiel às origens e uma cerveja de mercado que chamam de Pilsen de maneira equivocada. As cervejas mainstream pertencem ao estilo Light Lager”, lembra.

A cerveja será lançada em chope e latas de 350ml.

A bebida terá o nome da “Daoravida e Tábuas Manchinha”. O rótulo será baseado na ilustração do Geralf. A previsão é que a cerveja seja lançada no começo de abril e vendida nas unidades da Daoravida Taproom Campinas e na Mooca e também no Taproom da Tábuas em Barão Geraldo.