Conflito Kaiser x Coca-Cola tem desfecho

Empresa da Heineken terá de permanecer no Sistema de Distribuição Coca-Cola até 2022

Questão que envolvia marca do Grupo Heineken no Brasil foi definida por Tribunal Arbitral (Foto: Divulgação)

Questão que envolvia marca do Grupo Heineken no Brasil foi definida por Tribunal Arbitral (Foto: Divulgação)

O Grupo Heineken no Brasil anuncia que o Tribunal Arbitral concluiu que a Cervejarias Kaiser Brasil S.A. ("Kaiser"), uma das empresas do grupo, deve manter seus acordos atuais com a Coca-Cola Brasil e os Engarrafadores brasileiros (o "Sistema de Distribuição Coca-Cola"), permanecendo no Sistema de Distribuição Coca-Cola até 19 de março de 2022, a alegada data de encerramento dos acordos originais. A outra empresa do Grupo Heineken no Brasil (antiga Brasil Kirin, adquirida pela companhia em junho de 2017) continuará suas operações com seu modelo de distribuição atual.

Desde 2017, o Grupo Heineken no Brasil vem operando dois sistemas de distribuição distintos no país, e o continuará fazendo até o início de 2022. Durante esse período, a Kaiser colaborará com o Sistema de Distribuição Coca-Cola para manter o mesmo nível de distribuição das marcas Heineken, Amstel, Sol, Kaiser e Bavaria. O Grupo Heineken no Brasil divulgou também que "seguirá trabalhando para manter sua excelência operacional, bem como para preparar uma transição tranquila para um sistema de distribuição unificado".