Dogfight chega ao mercado de São Paulo

Produção cigana, com base em Ribeirão Preto, é lançada oficialmente na capital paulista

Lúpulos selecionados, amargor (IBU) e teor alcoólico (ABV) elevados são a marca da Dogfight (Foto: Divulgação)

Lúpulos selecionados, amargor (IBU) e teor alcoólico (ABV) elevados são a marca da Dogfight (Foto: Divulgação)

Com uma paixão por lúpulos selecionados e amargor (IBU) e teor alcoólico (ABV) elevados, a Dogfight é uma produção cigana que chega oficialmente à capital paulista nesta quinta-feira (10/10) com evento de lançamento aberto ao público, no Soul Botequim, a partir das 19h. Na sexta-feira passada, a marca foi apresentada primeira vez em sua base, Ribeirão Preto.

Tendo como inspiração grandes batalhas históricas, de todos os tempos e tipos ̶ lutas medievais, conquistas vikings, Primeira e Segunda Guerras Mundiais ̶ e batalhas modernas, armas e jogos de guerra, a Dogfight criou uma marca para produzir cervejas extremas, para bravos guerreiros.

Entre todas as guerras e elementos que inspiraram o conceito DogFight, o caça britânico Spitfire ganhou destaque e segue como principal ícone na logomarca. O “cuspidor de fogo”, como era chamado, foi um dos aviões mais letais e famosos da Segunda Guerra Mundial, e também ficou conhecido informalmente como o “avião cervejeiro”.

Isso aconteceu depois da invasão da Normandia, quando pilotos da RAF - Royal Air Force ̶ passaram a modificar suas aeronaves para carregar barris de cerveja até a França. Instalados em seus compartimentos internos, os barris, além do líquido sagrado, transportavam também a ideia de sempre oferecer o "combustível” necessário às batalhas.

Idealizada por dois cunhados malucos por cervejas, Matheus Cardoso e Jaime Fabreti, o primeiro lote da Dogfight foi produzido em Ribeirão Preto para distribuição em latas de 473 ml e chope em barris descartáveis, eliminando trâmites de logística reversa e trabalhando com materiais recicláveis. A cerveja não recebeu pasteurização para que todo o sabor advindo das matérias-primas de alta qualidade pudesse ser mantido.

A explicação dos cunhados:

“Queremos abastecer nossos fronts em São Paulo e Ribeirão Preto lembrando que, das batalhas do dia a dia às grandes guerras, a Dogfight vem para comemorar batalhas conquistadas, celebrar parcerias e honrar o prazer do dever cumprido.”

Dogfight Imperial IPA

O primeiro rótulo da Dogfight é uma Imperial IPA (teor alcoólico de 8,1%, amargor de 100 IBUs) que reúne uma combinação intensa de lúpulos ingleses e americanos em um potente dry hopping. O equilíbrio perfeito entre o amargor e o dulçor entrega toda a citricidade e o frutado de um aroma contagiante. De carbonatação e corpo médio, a cerveja traz uma sensação macia na boca, que convida ao próximo gole, principalmente quando harmonizada com embutidos, grelhados e queijos fortes.

Disponível em lata de 473 ml e barril de chope descartável de 20 l, o produto não recebeu pasteurização para manter intacta suas características mais extremas. Latas, barris e copos personalizados da marca estão à venda para todo o Brasil no site dogfight.beer.


Serviço

  • O quê: lançamento Dogfight
  • Quando: 10 de outubro, a partir das 19h
  • Onde: Soul Botequim – Av. Padre Antônio José dos Santos, 812, São Paulo/SP