Alles Blau é a nova cervejaria de Blumenau

Lançamento oficial da marca ocorre no Festival Brasileiro da Cerveja

Fábrica na cidade catarinense tem capacidade inicial de 56 mil litros ao mês (Foto: Divulgação)

Fábrica na cidade catarinense tem capacidade inicial de 56 mil litros ao mês (Foto: Divulgação)

A cidade do Festival Brasileiro da Cerveja e da maior Oktoberfest fora da Alemanha ganha uma nova cervejaria. É a Alles Blau. Com uma fábrica localizada na Itoupava Central, próxima ao aeroporto, a cervejaria começa a produção neste verão de 2018. A capacidade da planta é de 56 mil litros ao mês, e a ideia é que este volume seja parcialmente dedicado a marcas ciganas (quando a fabricação é terceirizada). O lançamento oficial ocorre no Festival Brasileiro da Cerveja, que vai de 7 a 10 de março. Em abril ocorre a inauguração oficial da fábrica, que terá um bar anexo e possibilidade de visitas guiadas para turistas.

A Alles Blau chegará ao mercado em rótulos de seis estilos, todos vendidos em garrafas long neck de 355ml. A venda de barris também será um dos carros-chefes. São eles: Pilsen, Weizen, Blonde Ale, IPA, Imperial Stout e APA.

A Alles Blau tem três idealizadores. Dois empreendedores e um cervejeiro. O entusiasmo pelo setor surgiu nas conversas dos amigos Davi Zimmermann, Rubens Bósio e Marco Puetter há cerca de dois anos. Daí para o negócio foram meses de planejamento.

Davi, também sommelier de cerveja, explica:

“Nós entendemos que viemos para somar. Seremos uma marca de produtos de qualidade que, assim como tantas, quer abrir as portas da cerveja artesanal para novos consumidores.”

Em relação aos produtos, o cervejeiro Rubens Bósio diz que eles são representantes legítimos dos seus estilos, com alto drinkability (equilíbrio que aponta a facilidade na degustação das cervejas).

“O lançamento da Alles Blau será com rótulos de entrada, como Pilsen e Weizen, e também já mostrando a nossa qualidade para quem é apreciador de rótulos com mais personalidade, como IPA, Imperial Stout e APA”, acrescenta.

Além da marca própria, a cervejaria vai oferecer possibilidade de produção cigana para brassagens a partir de mil litros ao mês.

“Queremos que o mercado cresça e entendemos que apoiar cervejeiros caseiros na regularização da sua marca venda legal dos seus produtos é um dos caminhos para isso”, conclui Rubens.