Da Origem ao Copo: o projeto da Cervejaria Albanos

Expedição em busca de ingredientes mineiros abre série com Stout com laranja-da-terra de compota

Ingrediente escolhido em uma expedição ao interior mineiro compõe receita insólita de Stout (Foto: Thiago Henrique/Divulgação)

Ingrediente escolhido em uma expedição ao interior mineiro compõe receita insólita de Stout (Foto: Thiago Henrique/Divulgação)

Depois de produzir mais de 30 rótulos próprios, entre os fixos e sazonais, passeando por diversos estilos cervejeiros, experimentos com abóbora, cramberry, chá e ganhar prêmios significativos, a Cervejaria Albanos decidiu se aprofundar em suas raízes e lançou o projeto “Da Origem ao Copo”.

Em agosto, o mestre-cervejeiro Pablo Carvalho e a beer sommelier Fabiana Arreguy colocaram o pé na estrada e estão realizando uma expedição por Minas Gerais em busca de tradições e inspirações para a criação de novas receitas.

“Fomos buscar diretamente na fonte ingredientes que retratam a riqueza e a multiplicidade do estado. Das famosas jabuticabas de Sabará, passando pelas compotas e doces, tombados como patrimônio imaterial, de São Bartolomeu, chegando ao café do Sul de Minas. Uma verdadeira ode a Minas Gerais! E o projeto valoriza o pequeno produtor. É cerveja artesanal de verdade.”, conta Fabiana.

Fabiana Arreguy no trabalho de campo (Foto: Thiago Henrique/Divulgação)

Fabiana Arreguy no trabalho de campo (Foto: Thiago Henrique/Divulgação)

Pablo Carvalho e Edu Tijolo na Expedição São Bartolomeu (Foto: Thiago Henrique/Divulgação)

Pablo Carvalho e Edu Tijolo na Expedição São Bartolomeu (Foto: Thiago Henrique/Divulgação)

 

Três novos rótulos já foram desenvolvidos a partir das expedições. E a primeira cerveja do projeto já está disponível no Hub Cervejeiro Albanos Sion, on tap: uma Stout Chocolate com compota de laranja-da-terra.

A cerveja tem como base o estilo Stout, com notas torradas que lembram chocolate e café. Junta-se a isso o sabor da compota de laranja, cítrica e levemente amarga do sumo da fruta. A sensação é a de estar saboreando uma barra de chocolate com laranja. Em breve haverá também versões em lata e garrafa.

Os outros dois rótulos da primeira etapa do projeto serão lançados ainda em 2019. Para a criação desta receita, a dupla visitou Edu Tijolo, em São Bartolomeu, distrito de Outo Preto. O doceiro herdou a profissão – e o apelido – do pai. Começou no ofício aos 13 anos e hoje é famoso na cidade, tradicional por suas compotas. A produção é feita em um anexo de sua casa e muitas das frutas colhidas no próprio pomar.

Além de traduzir os sabores mineiros em forma de cerveja, o projeto “Da Origem ao Copo” tem a missão de valorizar o pequeno produtor. Atualmente, a agricultura familiar representa 38% do valor bruto da produção agropecuária do país, são 4,4 milhões de famílias agricultoras trabalhando. Só em Minas Gerais, temos 350 mil propriedades familiares.

A Cervejaria Albanos entende que, ao apoiar esta ponta da cadeia, além de difundir a cultura mineira, fomenta o desenvolvimento socioeconômico do estado. Ao subir e descer montanhas, visitar produtos e produtores, uma infinidade de sotaques, causos e memórias, a frase eternizada por Guimarães Rosa nunca fez tanto sentido: “Minas são muitas”.


Serviço

  • O quê: Hub Cervejeiro Albanos Sion
  • Quando: de 2ª a 6ª, das 17h à 0h, sábado das 12h à 0h e domingo das 12h às 17h
  • Onde: Rua Pium-Í, 611, Sion, Belo Horizonte/MG