Como ter inspiração para criar um bom rótulo de cerveja

Confira dicas de Bento Ferreira, que se especializou em desenvolver design para o mercado de artesanais no Brasil

Peça de divulgação da Agência Alvo, de Bento Ferreira, com rótulo desenvolvido para a Taberna MF (Foto: Divulgação)

Peça de divulgação da Agência Alvo, de Bento Ferreira, com rótulo desenvolvido para a Taberna MF (Foto: Divulgação)

Hoje somos mais de 889 cervejarias no Brasil, com aproximadamente 6.800 registros de produtos segundo o MAPA, ou seja, 6.800 possibilidades para criar um rótulo de cerveja. E, para atender essa nova demanda do mercado, onde podemos encontrar motivação para criar algo novo? Não raro, ficamos horas olhando para uma tela em branco, conseguir chegar a lugar algum. Esse “bloqueio criativo” não é apenas frustrante, como também, muitas vezes, improdutivo, pois reduz nosso valioso tempo. Por isso vou deixar aqui algumas dicas de como os colaboradores da Agência Alvo fazem para sempre terem uma boa criatividade.

Antes de qualquer coisa é preciso entender do produto, saber fazer cerveja e trabalhar na área é de extrema importância. Participar dos principais eventos de cerveja no Brasil para saber as novidades, também ajuda. Um papel novo, um tipo de impressão nova, uma embalagem diferente. Isso aumenta seu portfólio interno de referências, facilitando na hora de criar.

Saia do seu “mundinho” e viva intensamente o movimento Craft Beer no Brasil, e lembre-se: valorize qualquer projeto que você tenha que desenvolver, valorize o “cervejeiro caseiro” e a “cervejaria cigana”, todos fazem parte do mesmo movimento no Brasil. Crie rótulos para eles com o mesmo empenho que você teria para criar um rótulo para a AMBEV.

Mas como motivar-se para criar?

O bloqueio criativo é uma parte muito real da criatividade e, embora infelizmente não exista uma solução milagrosa para ultrapassá-lo, existem etapas que podemos diminuir, evitar e/ou ultrapassar o bloqueio quando ele acontecer.

Pesquise

Um tal de Isaac Newton disse certa vez: "Se eu vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes". Olhar para o trabalho de designers de sucesso pode ser uma atividade incrivelmente inspiradora, e pode ajudar a direcioná-lo para uma solução do seu problema. Procure os “cases” de sucesso, escolha-os e veja se eles te inspiram.

Faça um cronograma

Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem quando se trata de trabalho criativo é supor que você precisa esperar a inspiração e motivação para criar. Mas a verdade é que a criatividade precisa ser programada, organizada, assim como qualquer outro trabalho.

Coloque em sua pauta todo o cronograma de criação, pesquisa, inspiração, leitura e estudo. Se você não se agendar, sempre irá dizer que falta inspiração, quando, na realidade, a inspiração só surge quando permitimos e nós programamos para isso. Portanto, reserve um tempo para sentar, trabalhar e criar sua própria motivação.

Mude sua rotina de trabalho

Às vezes, novas formas de iniciar o trabalho pode ajudar a reiniciar o nosso cérebro e obter um novo fluxo de pensamento. Experimente um meio diferente de pesquisa, um novo lugar para criar, vá a uma cervejaria, vá a um pub tomar cerveja, veja abordagens diferentes para solucionar um mesmo problema, adote a mudança na rotina. Isso ajuda muito.

Uma ótima sugestão de como mudar o fluxo de trabalho é utilizar o método Pomodoro. A técnica Pomodoro divide o seu dia de trabalho em “sprints” curtos com pausas temporais no meio. Se isso soa atraente para você, experimente a próxima vez que se sentir bloqueado de forma criativa.

Simplifique

Você já ouviu falar da “A navalha de Occam”? Ela nos ensina que a resposta mais simples costuma ser a correta, e essa escola de pensamento pode ser aplicada ao design. Tente simplificar seu problema, seus recursos visuais ou sua ideia de alguma forma e veja se isso ajuda a esclarecer seu design.

Para simplificar seu visual, simplesmente tente subtrair. Reduza o tamanho do rótulo, reduza as informações (mas não deixe de fora o que é obrigatório por lei), se possível, reduza a quantidade de elementos que você está utilizando, a quantidade de cores, aumente a quantidade de espaço em branco, invente e facilite as coisas para você.

Quem disse que um rótulo deve ser sempre todo colorido?

Para resolver o seu problema ou ideia, procure pela raiz. Pergunte a você mesmo qual é a parte principal do problema? Qual é a ideia, o elemento fundamental deste rótulo? Muitas vezes nos perdemos nos detalhes supérfluos, mas identificando a raiz do problema, podemos obter melhor clareza na solução.

Não jogue fora nenhuma ideia

É comum abandonarmos uma ideia no meio do caminho, simplesmente pela falta de prazo. Uma ideia que poderia ter potencial, foi pro lixo e nunca mais será recuperada.

Não faça isso, anote essa ideia. Um bom publicitário sempre tem um caderno para anotar todas as ideias, mesmo as mais absurdas. Portanto, se você tem uma ideia um pouco intrigante da qual ainda não tem 100% de certeza, anote e dê um tempo para que ela amadureça, tente refiná-la, vá testando e lapidando, desta maneira é possível elaborar algumas coisas realmente criativas. Resumindo, tente não abandonar ideias ou tentativas absurdas muito cedo se elas não funcionarem imediatamente para você. Sempre guarde-as! Busque inspiração em outros rótulos e produtos.

Uma das melhores maneiras de buscar referência e inspirar-se no design, é observar os exemplos atuais de sucesso. Porém, uma armadilha muito fácil de cair ao fazer isso, é o plágio.

Encontre um ou dois exemplos de rótulos de cerveja ou conceitos de outros produtos que você adora e tente se inspirar neles. Mas cuidado para essa inspiração não se tornar em plágio. Lembre-se: é apenas referência.

Ao plagiar os rótulos de outra pessoa você está simplesmente criando uma imitação de sua ideia, não criando uma nova ideia. Vá além da inspiração, tente pensar o que está atrás do pensamento, por trás daquela criação, por que foi pensado daquela maneira. Descontrua, pense de como foi o briefing, por que foi criado, qual a função.

Espero que essas pequenas dicas que utilizamos aqui na Agência Alvo possa te motivar a criar rótulos incríveis. E se na hora você tiver algum bloqueio, “beba uma cerveja”!