Macchina surpreende no Festival Brasileiro da Cerveja

Cervejaria de Santa Maria que ainda não havia sido lançada ganha medalha com Wheat Wine Ale

Cerveja Macchina é produzida na Zagaia, em Itaara (Foto: Divulgação)

Cerveja Macchina é produzida na Zagaia, em Itaara (Foto: Divulgação)

Quando a Wheat Wine Ale da Macchina Cervejeira deixa a garrafa e ganha a taça, a primeira surpresa é a sua cor, o tom dourado escuro. Essa cerveja enquadrada no que os norte-americanos chamam de vinho de trigo, com um álcool superior à média por volume, um teor de 9,6%, é uma bebida forte e intensa. Fabricada pela primeira vez no final de janeiro de 2018, a Wheat Wine Ale da Macchina Cervejeira acaba de ganhar bronze no Concurso Brasileiro de Cervejas, realizado em Blumenau (SC).

A Macchina é uma cervejaria de Santa Maria (RS) com produção na Zagaia Brewery, em Itaara (RS). Os cervejeiros Denys Coelho, Fabio Guarda e Tiago Vasconcellos, o Vasco, haviam iniciado a produção no ano passado. A ideia é criar cervejas diferenciadas, para paladares exigentes. A história da Macchina é inspirada pela cervejaria santa-mariense alemã Seyffarth, que marcou a história da cidade no século 20. A conexão com a comunidade fica clara desde a escolha da marca, um trem, até seu objetivo de fortalecer Santa Maria "nos trilhos de uma grande produtora de cervejas artesanais".

A premiada receita (Foto: Divulgação)

A premiada receita (Foto: Divulgação)

A medalha para a Macchina, que ainda nem havia sido lançada oficialmente, fez com que a empresa tivesse de mudar um pouco seus planos. Os próximos objetivos agora são começar a comercializar a Wheat Wine Ale, o que deve ocorrer a partir de abril, buscar um local que case com sua proposta de agregar valor à história de Santa Maria e à cultura cervejeira, e correr em busca de novas medalhas não apenas para a Wheat Wine, mas também para outros rótulos já em produção.