Negócios

Heineken adquire controle total da cervejaria Lagunitas

Negócio vai ampliar a presença da marca americana ao redor do mundo

Marca americana, fundada em 1993, é uma das mais celebradas entre apreciadores de artesanais (Foto: Divulgação)

Marca americana, fundada em 1993, é uma das mais celebradas entre apreciadores de artesanais (Foto: Divulgação)

As gigantes da cerveja avançam sobre marcas celebradas pela revolução artesanal. A Heineken, que em setembro de 2015 havia adquirido 50% da norte-americana Lagunitas, acaba de comprar a metade restante. A aquisição, que ocorre semana depois da compra da Brasil Kirin pela operação brasileira da Heineken, foi confirmada pela companhia holandesa em 4 de maio de 2017.

Ao anunciar o negócio, a companhia europeia, a exemplo do que a concorrente AB InBev costuma ressaltar quando incorpora uma cervejaria respeitada por apreciadores de artesanais, reafirmou que vai "manter a cultura e o espírito livre da Lagunitas" e que a empresa norte-americana continuará a operar como uma organização com autonomia dentro da Heineken.

Tony Magee, que fundou a Lagunitas em 1993, permanecerá como o presidente da empresa e terá um papel de consultoria para o time de executivos da Heineken em questões de estratégia global e local no segmento das artesanais.

A Heineken observou que as cervejas artesanais representam 11% do volume no mercado norte-americano e que a Lagunitas é líder no segmento de IPA e vendeu mais de 1 milhão de hectolitros em 2016 (1 hectolitro = 100 litros).

A Heineken ajudou a expandir a presença internacional da Lagunitas, incluindo a entrada em mercados como França, México, Itália e Espanha e a ampliação em locais como Reino Unido, Canadá, Holanda, Suécia e Japão. A transação vai acelerar a exportação da Lagunitas para outros mercados ao redor do mundo.

Os valores do negócio foram mantidos em sigilo.

Uma cervejaria de personalidade

Na trajetória da Lagunitas, figura uma rivalidade com outra marca celebrada por apreciadores de artesanais nos EUA, a Sierra Nevada. Em janeiro de 2015, a Lagunitas se revoltou com a suposta cópia do rótulo de sua IPA, e abriu processo contra a Sierra Nevada. O centro da questão é o desenho das letras da India Pale Ale. A briga ocorreu em um momento em que ambas as cervejarias californianas lançavam ofensiva para expandir sua distribuição nacional. A Sierra Nevada era a segunda maior cervejaria artesanal do país, e a Lagunitas, a número 5.

Tony Magee argumentou que o design da Sierra Nevada usa maiúsculas grandes, em negrito e com fonte (lettering) similar:

"A questão não são três letras. Não é a sigla IPA. Existem milhares de IPAs no país que usam as iniciais e permanecem verdadeiramente únicas em sabor, e em branding. A questão é o design. Trata-se de símbolos. Queríamos algo que seria reconhecido por amantes da cerveja em todo o país. Por essa razão, temos de proteger esse trabalho. Tentamos conversar, mas foram repelidos. É chato, mas sempre prezamos um pouco de singularidade em um mundo e uma indústria de incrível criatividade. Quando a nossa essência é desafiada, sentimos que temos de responder".

O mercado de cerveja artesanal nos Estados Unidos cresceu 18% no primeiro semestre de 2014, tendo a Lagunitas aberto uma planta em Chicago (Illinois) e a Sierra Nevada, uma nas imediações de Asheville, na Carolina do Norte. Conforme a queixa, em dezembro, Tony Magee, da Lagunitas, tomou conhecimento de que o rótulo da nova Hop Hunter IPA, da Sierra Nevada, programado para ser lançado em 15 de janeiro, seria parecido com o da IPA que é carro-chefe da Lagunitas e foi lançada 20 anos antes.

A Sierra Nevada se defendeu com a seguinte manifestação:

"Fundada em 1980, a Sierra Nevada é uma pioneira da fabricação de cerveja artesanal e definidora de padrões de qualidade. A história da nossa marca sempre foi a nossa paixão, inovação e espírito intrépido. Fazemos IPAs desde 1981. A Hop Hunter IPA é o mais recente produto em nosso portfólio, com a brilhante bandeira da Sierra Nevada bem visível na parte superior do design, e o estilo de cerveja debaixo − neste caso, IPA − para que os consumidores de cerveja saibam exatamente que tipo de cerveja estão levando. Não temos nenhum interesse em que nossos produtos sejam confundidos com qualquer outra marca."

O fundador da Lagunitas acabou retirando a ação contra a rival (leia mais aqui).