Uma cervejaria na nova fronteira das artesanais, o Nordeste

Cervejaria de Jaboatão dos Guararapes/PE trilha o caminho de cervejarias do Sul e do Sudeste e busca educar o mercado para as artesanais (Foto: Divulgação)

Cervejaria de Jaboatão dos Guararapes/PE trilha o caminho de cervejarias do Sul e do Sudeste e busca educar o mercado para as artesanais (Foto: Divulgação)

DeBron Bier aposta que Recife vai se tornar um polo de cervejas especiais

"Recife tem potencial para ser o principal polo cervejeiro artesanal do Norte e Nordeste.” Com esta convicção, Thomé Calmon projeta a expansão da DeBron Bier, como um dos sócios-proprietários da cervejaria de Jaboatão dos Guararapes (PE) que propõe diversidade de estilos cervejeiros numa região dominada pelas American Light Lager.

Em Pernambuco, o movimento tomou corpo nos últimos cinco anos, a partir dos cervejeiros caseiros, dos quais alguns transformaram o hobby em negócio, sem contar os clubes de cerveja e os espaços abertos nas gôndolas das grandes redes de varejo.

"Temos o desejo de chegar em cinco anos a uma produção de 100.000 litros/mês. Já para o próximo ano, temos planos de começar a envasar e lançar outros estilos de cerveja", detalha Calmon, entre os sócios Raimundo Dantas e Eduardo Farias.

Em setembro, fábrica da DeBron teve o 1º Growler Day (Foto: Divulgação)

DeBron busca referências de fora do país e trilha um caminho parecido com o já percorrido no Sudeste e no Sul. Realizou em setembro na fábrica o 1º Growler Day, similar a uma iniciativa da Bodebrown, de Curitiba (PR) − por coincidência, liderada por um pernambucano, o carismático Samuel Cavalcanti. E procura educar o mercado, com pontos de venda servidos de copos adequados para cada estilo, treinamentos de equipes e receitas que não assustem os iniciantes, mas sem abandonar os padrões.

"Somos os pioneiros na região, e isto tem sido um desafio pois o hábito de beber cerveja artesanal ainda é bem incipiente. Por isso, iniciamos com chopes mais 'fáceis' e que estão bem equilibrados, o que tem facilitado a experimentação e o desbravamento, nem por isso deixamos de lado características estabelecidas pelo BJCP [Beer Judge Certification Program]."

Segue a Lei da Pureza da Cerveja (a Reinheitsgebot, de 1516, define que uma cerveja pura deve conter apenas água, malte, lúpulo e levedura) e usa elementos extras só com a função de valorizar o sabor, como no caso de estilos belgas.

A cervejaria também aposta no aspecto turístico:

"Fizemos nossa fábrica com uma estrutura bem convidativa, e já estamos com visitações semanais, o que tem chamado muita gente que conhece pouco de cerveja artesanal a ter um contato próximo e uma degustação. Todas estas novidades trouxeram muita visibilidade para este mercado."

Raimundo Dantas, Thomé Calmon e Eduardo Farias (Foto: Thaís Carvalho/Divulgação)

Raimundo Dantas, Thomé Calmon e Eduardo Farias (Foto: Thaís Carvalho/Divulgação)

 
 
Apego à Lei da Pureza (Foto: Luiz Fabiano/Divulgação)

Apego à Lei da Pureza (Foto: Luiz Fabiano/Divulgação)