Rota da Cerveja

As imagens de uma expedição cervejeira à Argentina

Cervejeiros catarinenses que empreenderam a missão "El Barril" compartilham a experiência

No país vizinho, os cervejeiros brasileiros participaram de brassagens (Foto: Divulgação)

No país vizinho, os cervejeiros brasileiros participaram de brassagens (Foto: Divulgação)

No dia 4 de junho, os cervejeiros Richard Brighenti e Rubens Angelotti partiram rumo à Argentina em uma Defender, dando início à expedição “El Barril”. Responsáveis pelas marcas Lohn Bier e Blend Bryggeri respectivamente, os catarinenses queriam ir em busca do "barril perfeito" para maturar cervejas, e, claro de muitas histórias para contar. Dez dias depois, de volta ao solo brasileiro, ambos compartilham a experiência.

Processo muito utilizado na Europa e nos EUA há muitos anos, a maturação de cerveja em barris de carvalho de vinho é cada vez mais utilizada no Brasil, mas atrai cada vez mais novos apreciadores. E foi na cidade de Mendonza que os dois encontraram o tão estimado barril, anteriormente usados para vinhos da tradicional Gimenez Rilli. Quatro barris foram adquiridos para produzir novos sabores de cerveja em solo brasileiro.

Além de encontrar o “El Barril”, como foi batizada a viagem de Richard e Rubens, os cervejeiros aproveitaram os contatos de viagens anteriores para se encontrarem com outros profissionais da área.

"A colaboração é marca registrada dos cervejeiros artesanais, e fazer isso além das nossas fronteiras fortalece ainda mais as cervejarias da nossa região. Uma nova viagem ainda para este ano já está sendo programada para manter aceso o espírito criativo nas cervejarias e trazer novas experiências colaborativas", explica Rubens.

Três cervejarias foram visitadas, todas de tamanhos diferentes, mas de igual entusiasmo.

“A Argentina vive um momento muito cervejeiro muito parecido com o do Brasil, onde o consumidor está aberto para descobrir novos sabores, permitindo que as cervejarias explorem novas receitas”, explica Richard.

Na cervejaria de Peñon, em Cordoba, foram produzidos 6 mil litros de cerveja Brown Ale com Algarroba - especiaria local que remete a baunilha. Para esta cerveja, os brasileiros levaram malte Barley Loaf da empresa catarinense Maltaria Blumenau.

Na cervejaria Jerome a receita escolhida foi uma Catharina Sour, a primeira do tipo feita fora do Brasil, e foi utilizada a Cereza Mendocina, ingrediente das montanhas da região. Mil litros de cerveja foram produzidos e irão envelhecer nos barris de carvalho. A terceira e última cervejaria visitada por Richard e Rubens foi a Ayzen, onde 250 litros de Wit Bier foram produzidos, com raspas de laranja e coentro argentino e capim-limão catarinense.

As cervejas brasileiras logo serão colocadas em quatro barris provenientes de Mendonza e serão envasados pelas cervejarias Lohn Bier e Blend Bryggeri.

"Ficamos muito impressionados com a receptividade dos argentinos. Deixamos um pouco de nossas receitas, histórias e entusiasmo, conversamos muito sobre cerveja, futebol e em pouco tempo pretendemos recebê-los aqui no Brasil para retribuir a ótima recepção e, é claro, para produzirmos mais cervejas", finaliza Richard.

Confira imagens da viagem