Science of Beer promove Viagem de Estudos Cervejeiros

Expedição pela Europa ocorre de 13 a 30 de setembro e pelos EUA (Califórnia) em novembro

 Turma que participou da viagem ocorrida em 2017 (Foto: Divulgação)

Turma que participou da viagem ocorrida em 2017 (Foto: Divulgação)

Com a proposta de combinar novas culturas e paisagens com o aprendizado da cerveja, o Science of Beer Institute promove a Viagem Cervejeira. Os roteiros incluem as principais cervejarias, fábricas, pubs, festas tradicionais e escolas cervejeiras nos dois lados do Atlântico. A equipe de professores se prepara para mais duas aventuras com os alunos viajantes: a primeira para a Europa, em setembro, e a segunda para a Califórnia, nos Estados Unidos, em novembro.

A cientista e CEO do Instituto, Amanda Reitenbach, explica:

“O Projeto ‘Viagem Cervejeira’ surgiu de um desejo antigo de unir duas paixões: viagem e cerveja. Decidimos então proporcionar um estudo em formato de imersão, in loco pela Bélgica e Alemanha, com um time de peso falando e ensinando sobre cerveja.”

Em 2017, foi realizada a primeira viagem pelas rotas cervejeiras. O dentista e entusiasta do mundo cervejeiro Flávio Roberto Kulmann Carneiro foi um dos participantes da viagem realizada no ano passado. Para ele, um dos dos maiores diferenciais além da experiência de provar as cervejas no seu local de origem é entender um pouco mais sobre a história de cada uma.

“Além da cerveja, tem uma questão histórica. Eu já havia viajado para a Europa, mas não com esse intuito, não com essa proposta cervejeira. E essa foi outra viagem. Foi como se eu tivesse ido pela primeira vez. Nós acabamos vendo a cidade de uma outra forma através dessa imersão”, conta o dentista, também sommelier formado pelo instituto.

Segundo Amanda, esta foi uma proposta cuidadosamente preparada e planejada para que os alunos pudessem estar focados no aprendizado e na experiência, que é desbravar o universo cervejeiro e suas escolas.

“Quando se viaja sozinho, você tem acesso ao bar da fábrica/cervejaria e às vezes uma visita muito genérica. Na nossa Viagem de Estudos Cervejeiros, os donos/mestres cervejeiros nos recebem em suas cervejarias/fábricas abrem suas melhores cervejas e contam suas histórias. É uma experiência com informações não encontradas em nenhum livro e muito mais intensa e cheia de conhecimento do que apenas beber uma cerveja da marca.”

No roteiro proposto pelo Science of Beer na viagem à Europa - realizada entre 13 e 30 de setembro - o viajante tem a oportunidade de conhecer mais de 20 cervejarias situadas na Alemanha, na Bélgica e na República Tcheca. Entres os pontos altos da viagem estão a visita à Westvleteren - eleita uma das melhores cervejarias do mundo - e a aula especial sobre leveduras e processos fermentativos na Fábrica Fermentis, uma das maiores empresas do segmento no mundo. Além das cervejarias e mosteiros trapistas, festas tradicionais como a Oktoberfest de Munique, visita à fazenda de lúpulo da região de Hallertau durante a colheita da planta, passagem pelo relaxante banho de cerveja de um beer-spa e visitas a diversos pubs e instituições de ensino completam o roteiro imperdível.

Já na Viagem de Estudos Cervejeiros nos Estados Unidos, prevista para a primeira quinzena de novembro, a proposta é aprofundar o conhecimento na Escola Americana, uma das mais respeitadas em todo o mundo. Com aulas também ministradas in loco, orientadas por especialistas brasileiros e estrangeiros - com vivência e experiência no país de destino - a viagem contempla visitas às cervejarias Rare Barrel, Admiral Maltings, Sierra Nevada, visita e aula na White Labs e entre outras, além de Pub crawl em San Francisco e em San Diego.

Além de ser guiada por diversos profissionais especializados e com conhecimento local, a Viagem de Estudos inclui acomodação, aulas em português ou com tradução simultânea em tempo integral, material personalizado (guia sobre cada destino, caderno de anotações), tickets e entradas em todas as atrações visitadas, aulas exclusivas, degustações guiadas e certificado de participação. Cuidados que propiciam atendimento diferenciado e tornam a experiência única aos viajantes. Flávio relembra como a viagem fez com que ele enxergasse o universo da cerveja com outros olhos.

“A minha experiência foi memorável. Visitar cavernas onde, na guerra, as pessoas armazenavam alimentos e faziam cerveja, por exemplo, é transformador. É uma viagem que mexe com todas as emoções.”


Serviço