Cervejaria Bäcker comemora 20 prêmios em 2016

Marca mineira conquistou a única medalha do Brasil no European Beer Star na Alemanha

Reserva do Proprietário já coleciona medalhas, entre elas um bronze no concorrido European Beer Star (Foto: Stúdio Pixel/Divulgação)

Reserva do Proprietário já coleciona medalhas, entre elas um bronze no concorrido European Beer Star (Foto: Stúdio Pixel/Divulgação)

Com uma cerveja Old Ale maturada por 15 meses em barris de carvalho, a cervejaria Bäcker, de Belo Horizonte (MG), fechou o ano de 2016 com 20 prêmios em concursos importantes. A Reserva do Proprietário, medalha de Bronze no European Beer Star, foi a única brasileira premiada no evento realizado na Alemanha.

Não foi a única competição internacional importante em que se destacou a Bäcker. A cervejaria mineira foi considerada a segunda melhor cervejaria da América Latina na South Beer Cup 2016, em Curitiba. Além dessa posição de destaque, a cervejaria mineira conquistou dois ouros, com a Bäcker Imperial and Black India Pale Ale Tommy Gun e Bäcker Specialty Beer Bravo, e uma medalha de prata com Bäcker Red and Brown Ales Corleone.

Halim e Paula Lebbos, diretores da Cervejaria Backer (Foto: Francisco Dumont/Divulgação)

Halim e Paula Lebbos, diretores da Cervejaria Backer (Foto: Francisco Dumont/Divulgação)

 

Antes, em março, a Bäcker já havia conquistado três medalhas de ouro no Concurso Brasileiro de Cervejas, em Blumenau. Duas destas conquistas foram com cervejas experimentais, a Julieta e a Reserva, que ainda não tinham, naquele momento, chegado ao mercado. A cervejaria mineira conquistou ouro na categoria The Best of Show Experimental: Cerveja Bäcker Reserva, estilo Old Ale, e Bäcker Julieta, estilo Belgian-Style Fruit Beer. A Bäcker Brown foi outra medalhista de ouro na categoria Chocolate or Cocoa Beer.

Paula Lebbos, diretora de marketing da Cervejaria Bäcker, considera a conquista de prêmios tão importantes como estes a confirmação de que a Bäcker está trabalhando bem e investindo no caminho certo:

“Realmente esse tem sido um ano diferente e incrível! Sermos reconhecidos como a segunda melhor do continente foi muito importante para nós. Representamos o Brasil e Minas em grandes evenmtos pelo mundo, e sabemos da nossa responsabilidade no meio. Acabamos de encerrar recebendo uma medalha importantíssima que foi no European Beer Star, é um orgulho imenso. A Backer tem uma preocupação e dedicação enorme com suas cervejas. São prêmios não só nossos, mas para todos nós mineiros."

O mestre-cervejeiro da empresa, Sandro Duarte, também não esconde o contentamento visto o elevado nível dos concorrentes e várias cervejas renomadas:

"Conquistamos este ano méritos importantes, principalmente no quesito inovação. Disputamos não só com os brasileiros, mas argentinos, chilenos, uruguaios e tantos outros, o que tornou a concorrência muito mais acirrada. Com certeza termino o ano com a sensação de dever cumprido e muito feliz com os resultados."

A Cervejaria

Criada em setembro de 1998, a receita do chope Bäcker, “made in Minas”, conquistou os clientes da antiga e renomada casa de shows de Belo Horizonte, a Três Lobos. O grande sucesso fez com que os empresários Halim e Paula Lebbos e Munir Khalil investissem em um espaço, no qual iniciaria a produção da primeira cerveja artesanal de Minas Gerais, em outubro de 2005.

No final de 2014, a Bäcker abriu as portas do Pátio Cervejeiro, complexo que engloba o restaurante Tempo Cervejeiro e a Maternidade Cervejeira, onde são produzidas as cervejas. O local é um capítulo a parte, tendo se tornado um importante ponto turístico de BH, por tudo que representa para a cidade e o estado. O Pátio abriu as portas também para os cursos cervejeiros, que tem sido muito procurados pelos interessados em conhecer mais sobre as cervejas.

Atualmente a Bäcker é comercializada em diversos estados brasileiros, tais como: Minas Gerais, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Bahia, Goiás, Espírito Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Amazonas, Tocantins e Pernambuco.

A Bäcker produz 17 tipos de cervejas: Pilsen, Pale Ale, Trigo, Brown, Medieval, Capitão Senra, Série Três Lobos (American Pilsen), Pele Vermelha (IPA – Indian Pale Ale), Exterminador de Trigo (Wheat Beer), e a Bravo (Imperial Porter). A Brazuka foi uma cerveja sazonal para a época da Copa, mas, com a aceitação que teve continua sendo vendida no Templo Cervejeiro, a série Las Mafiosas (Corleone, Tommy Gun e Diabolique), a Pilsen Export , Bohemia Pilsen e mais recentemente Julieta e Reserva. A Cervejaria fabrica também vários tipos de chopes.

Os prêmios

Concurso Brasileiro de Cervejas – Blumenau

  • Ouro - Bäcker Brown Ale;
  • Ouro - Bäcker Julieta;
  • Ouro – Bäcker Reserva do Proprietário;

Prêmios inéditos:

  • 1º lugar “Best of show” em inovação- Bäcker Reserva do Proprietário;
  • 3º lugar “Best of show” em inovação- Bäcker Julieta;

2016 - South Beer Cup

  • Ouro – Tommy Gun
  • Ouro – Bravo
  • Prata – Corleone
  • Prêmio Inédito para a Backer: Troféu 2ª Melhor Cervejaria da América Latina

2016 – Copa Cervezas de America – Chile

  • Ouro - Bäcker Reserva
  • Prata - Bäcker Export
  • Bronze - Julieta
  • Bronze - Corleone
  • Bronze - Cacau Bomb

2016 - Mondial de La Bière:

  • Medalha de Platina (melhor cerveja de toda competição - Best of show) - Três Lobos – Bravo.

2016 – European Beer Star (Alemanha)

  • Bronze – Reserva do Proprietário na categoria Wood & aged sour beer