cervejas importadas

Chimay mais próxima do Brasil

Gerente de exportação da cervejaria faz sua primeira visita ao país para fortalecer mercado

No brinde aos negócios, Hélio Jr., João, Leonardo Gama e Hugues Glatigny (Foto: Divulgação)

No brinde aos negócios, Hélio Jr., João, Leonardo Gama e Hugues Glatigny (Foto: Divulgação)

Em março, o gerente de exportação da cervejaria trapistaChimay, Hugues Glatigny, esteve no Brasil pela primeira vez para acompanhar o desenvolvimento da marca no país e ainda conhecer importantes pontos de venda. Hugues, que já trabalha com a Chimay na América do Norte, passa a ser também responsável pela América do Sul e já afirmou que volta ao país em novembro para conhecer outros centros importantes do país. Em sua primeira passagem, esteve no Rio de Janeiro com os representantes oficiais da marca no Brasil, a importadora Buena Beer.

Nos três dias em que ficou no país, eles visitaram pontos como Delirium Café e Delirium Tap House (ambos bares referência de cervejas especiais e principalmente cervejas belgas na cidade do Rio de Janeiro), L' Entrecote Paris, Deli Delícia, Pub Escondido e Birreria.

Leonardo Gama, gerente-geral da importadora, comentou:

“A visita é fundamental para conhecer os desafios do mercado nacional e desenvolver em parceria, estratégias para o contínuo desenvolvimento de uma marca sinônimo de qualidade e tradição.”

O nome Chimay provém de uma cidade da Bélgica, região da Valônia, onde monges trapistas da abadia de Notre Dame de Scourtmont desenvolveram e comercializaram cervejas artesanais a fim de apoiar o emprego naquela região. A produção começou em 1852 pelos monges da cidade. Atualmente, são as cervejas trapistas mais vendidas e reconhecidas do mundo, presentes em mais de 50 países e no Brasil elas são exclusivas da importadora Buena Beer desde 2013.