Wäls, ouro de Minas

Conheça a trajetória de 15 anos da premiada Wäls, prestes a se instalar nos EUA com um nome em homenagem à sua cidade: Belô

Cervejaria de Belo Horizonte é uma das principais referências da fervilhante cena cervejeira de Minas Gerais (Foto: Priscilla Colares)

Cervejaria de Belo Horizonte é uma das principais referências da fervilhante cena cervejeira de Minas Gerais (Foto: Priscilla Colares)

Priscilla Colares
Beer Art 12 - nov/14

Belo Horizonte - Minas Gerais vê sua cena cervejeira fervilhar. Em todo o Estado, 32 microcervejarias produzem uma grande diversidade de estilos. Deste total, três estão instaladas na Região Metropolitana de Belo Horizonte, palco de uma das mais famosas microcervejarias do país: a Wäls, que neste mês de novembro completa 15 anos de existência.

Motivos para a fama não lhe faltam: é dona de 32 rótulos já lançados, 5 deles destinados exclusivamente à exportação, além de 24 medalhas no currículo, duas delas conquistadas em uma das mais importantes competições do mundo, a World Beer Cup.

Façanha na Copa nos Estados Unidos: ouro inédito para o Brasil, com a Dubbel, e prata com a Quadruppel (Foto: Priscilla Colares)

Façanha na Copa nos Estados Unidos: ouro inédito para o Brasil, com a Dubbel, e prata com a Quadruppel (Foto: Priscilla Colares)

O concurso, realizado em abril na cidade de Denver, Colorado, contou com 1.403 cervejarias de 58 países e 4.754 cervejas julgadas. A cervejaria conquistou ouro, medalha nunca antes conseguida pelo Brasil, com a Wäls Dubbel (atrás da Gulpener Bierbrouwerij, da Holanda, e da Anderson Valley, dos Estados Unidos) e prata com a Wäls Quadruppel. Antes das tão comentadas medalhas, a cervejaria já ostentava a posição de microcervejaria mais premiada de Minas Gerais e uma das mais premiadas do Brasil.

Cervejaria nasceu com um propósito mais modesto e se reinventou (Foto: Priscilla Colares)

Cervejaria nasceu com um propósito mais modesto e se reinventou (Foto: Priscilla Colares)

A ideia de abrir uma cervejaria nasceu em 1999, para abastecer com a própria cerveja a rede de fast food Bang Bang Burguer, da família Carneiro. Incialmente a produção foi de apenas 3 estilos: Pilseners, Pale Ales e Stouts. Como os dois últimos estilos não caíram no gosto do consumidor mineiro, a cervejaria ficou bons anos produzindo somente Pilseners. No ano de 2007, começaram a investir em estilos mais complexos, e a primeira cerveja engarrafada foi a Wäls Dubbel, à época vendida em garrafas de 750ml.

O nome Wäls não tem nenhum significado específico mas é hoje conhecido pelos orgulhosos vizinhos do bairro São Francisco, na região turística da Pampulha (onde a cervejaria está sediada), como “A melhor do Mundo”.

Miguel, Pedro e José Felipe (Foto: Priscilla Colares)

Miguel, Pedro e José Felipe (Foto: Priscilla Colares)

Criado no ambiente da cervejaria, José Felipe Carneiro, com formação em Marketing e Relações Públicas, assumiu a produção em 2009, ano em que também se formou mestre cervejeiro no Senai de Vassouras. E foi de conversas com seu professor do curso, Pedro Paulo Moretzsohn, que veio a ideia de colocar chips de carvalho embebidos em cachaça na receita da premiada Wäls Quadruppel (bronze no Concurso Brasileiro de Cerveja 2013, em Blumenau (SC), ouro no Mondial de la Bière 2013 e prata na World Beer Cup 2014). Seu irmão Thiago também começou a trabalhar na cervejaria desde muito cedo e hoje assume a área administrativa. A cervejaria que tinha apenas dois funcionários hoje já conta com mais de 40.

No aconchego do Tasting Room

Em dezembro de 2013, foi inaugurado o Tasting Room, um conceito norte-americano e europeu de bar na própria fábrica. O espaço, aberto somente aos sábados, comporta 200 pessoas sentadas mas, se chegar muito tarde, dificilmente você encontrará uma mesa disponível. Mesmo longe da área central da cidade, está sempre cheio de novos e assíduos consumidores, como esta que vos escreve.

Logo na entrada o consumidor é encorajado a trocar seus reais pelo dinheiro próprio da cervejaria: “Lúpulo Wäls” e se maravilhar com um ambiente decorado com presteza, onde todos os detalhes foram minimamente pensados. Pinturas alusivas aos insumos da cerveja, quadros da marca, um piano Steinway & Sons que frequentemente alegra a atmosfera, além de mesas que lembram cúpulas de igrejas mineiras do estilo barroco, completam a atmosfera aconchegante.

Galeria de fotos: clique numa imagem para ver a seguinte

Já na área externa olhos cuidadosos podem encontrar detalhes na ferragem que formam flores de lúpulos e madeira de demolição no balcão. O melhor, claro, é a cerveja fresquinha direto da fábrica. São 14 chopeiras com vista para um lindo jardim arborizado, além de refrigerantes também produzidos localmente. A parte interna conta ainda com uma loja de souvenires onde se pode encontrar, além de cervejas, copos, camisetas, revistas, bonés e até quadros da marca. E, para aqueles que estão longe da capital mineira, a Wäls disponibiliza todos esses produtos por meio da loja online da marca.

O passeio pelo “laboratório"

Aos sábados, é possível fazer um tour pela fábrica (Foto: Priscilla Colares)

Aos sábados, é possível fazer um tour pela fábrica (Foto: Priscilla Colares)

A fábrica oferece tours, também aos sábados, com duração de meia hora. O espectador é convidado a, além de conhecer o processo produtivo das cervejas, provar malte de cevada, apreciar os aromas do lúpulo e, quando disponível, experimentar cervejas diretamente do tanque. O passeio termina na cave de um dos rótulos mais raros da cervejaria: Wäls Brut (são produzidas apenas 5.000 garradas ao ano), uma Bière Brut maturada em ambiente climatizado por até 12 meses que nasceu de uma aposta entre os irmãos José Felipe e Thiago enquanto degustavam a cerveja belga Deus, também elaborada a partir do método Champenoise.

Wals Brut terá uma edição especial (Foto: Priscilla Colares)

Wals Brut terá uma edição especial (Foto: Priscilla Colares)

E, como a Wäls é sinônimo de novidade, não se surpreenda em desejar algo que ainda nem está pronto. A cervejaria pretende lançar até 2016 uma edição especial e numerada de Wäls Brut, envelhecida desde 2012 sob um processo inovador. “Será a primeira cerveja do planeta Terra a ser produzida pelo que a gente chama no mundo do Champagne de método Millésime (são produtos da longa maturação e de única safra)", conta José Felipe.

Também é possível encontrar durante o passeio pela fábrica e Tasting Room barricas de carvalho francês, importadas da Escócia, usadas para testes de novas receitas. Frequentemente os visitantes podem provar algum dos “experimentos malucos” (Imperial Bretta Lager, Petroleum Peanut…) disponíveis apenas no Tasting Room e que costumam durar apenas algumas horas.

Em 2014, a cervejaria lançou 11 novos rótulos, e alguns deles receitas colaborativas com outras microcervejarias brasileiras ou exclusivas para clubes de cerveja. A receita colaborativa mais recente, Victorious Dubbel, foi parceria com grandes nomes da cena cervejeira internacional: Pete Slouberg, Sean Paxton e Fal Allen, mestre cervejeiro da americana Anderson Valley − terceiro lugar no World Beer Cup na categoria Dubbel. A receita, com ameixas, canela, gengibre e noz moscada, é maturada em favas de baunilha bourbon.

Outro recente lançamento foi a Hot Petroleum, a famosa e premiada Imperial Stout na verão apimentada. A receita tem adição de um blend de pimentas com destaque para as mexicanas Chile Morita, Chile Entero e Habaneiro, uma das mais ardidas do mundo. A pimenta não aparece muito no aroma, que continua típico da Petroleum, mas o retrogosto entrega o quão Hot essa versão é. Após alguns goles e certa dormência nos lábios, a sensação de ardência, para os pouco acostumados, é abundante! “Essa Petroleum é só para os fortes”, brinca José Felipe no lançamento.

A cervejaria também relançou a famosa Saison “42”, uma cerveja em parceria com a equipe do Google da América Latina para homenagear a série de livros de Douglas Adams intitulada O guia do Mochileiro das Galáxias. No livro um robô com inteligência superior é construído para responder a qualquer tipo de dúvida e, quando questionado sobre “Qual o significado da vida, do universo e tudo mais”, o robô retorna com a resposta: 42! Coloque a pergunta no seu site de busca e terá explicações ainda mais malucas! A cerveja, que leva na receita amêndoas, abacaxi, limão, café, leveduras de Champagne e ainda double dry hop de lúpulo Saaz, é muito refrescante, saborosa e aromática.

Belô chega ao Exterior

Este tem sido um ano intenso para a Wäls, e a família se prepara para inaugurar até o fim do ano uma cervejaria em San Diego, na Califórnia. Em terras norte-americanas, vai se chamar Belô, em homenagem à capital mineira. Como teste de mercado, a cervejaria exportou no final de abril o primeiro lote dos rótulos Belô Petroleum, Belô São Francisco e Belô Ipê, distribuídos no mercado norte-americano pela importadora Artisanal Imports.

 

A cervejaria recentemente exportou para o Canadá um grande lote de cervejas para o “The Craft Beer Advent Calendar”. O projeto dos importadores canadenses consiste na venda de uma caixa com 24 cervejas de países diferentes, feitas exclusivamente para o evento, com tema que remeta a festividades natalinas. A Wäls será a representante brasileira, com a cerveja Tropical Christmas Saison, elaborada com uvas passas brancas importadas da África do Sul, figos, semente de coentro e casca de laranja.

Mas não acaba por aí, há ainda um projeto, já em desenvolvimento, para abertura de uma planta industrial com maior capacidade produtiva em Araxá, em Minas Gerais. O projeto arquitetônico será assinado pelo renomado Gustavo Penna. Este ano a cidade já foi homenageada pela cervejaria com o rótulo Wäls Niobium, uma double IPA com 4 diferentes lúpulos na receita (Polaris, Cascade, Galaxy e Saaz). A cidade com a maior jazida do mineral nióbio no mundo é também cidade natal do patriarca da família Miguel Carneiro. O rótulo vem estampado com a versão da cervejaria da deusa grega Níobe e a massa atômica do mineral (92,9) é apresentada em formato de unidades de amargor na cerveja: 93 IBUs.

Novo Brasil Cervejeiro

A cervejaria que cada hora nos surpreende com uma novidade investe cada vez mais na qualidade de seus produtos e em sustentabilidade. Dispõe de um laboratório próprio para análises microbiológicas e sistema de tratamento de efluentes.

Acreditar, ousar e criar são conceitos que permeiam as atitudes e produtos da Wäls, que busca sempre contribuir com a cultura cervejeira ampliando o entendimento sobre o que consideramos ser a bebida mais apreciada em nosso país além de colaborar para levar a imagem da cena cervejeira artesanal brasileira para o mundo mostrando a todos que aqui fazemos cervejas pra lá de aprazíveis.

Sempre empreendendo, criando novos rótulos e inovando em conceitos, a cervejaria Wäls também é sinônimo de simpatia. A calorosa “família Wäls” e sua equipe recebem todos de braços abertos e prometem continuar nos encantando cada vez mais.

Em resumo, o sucesso desta microcervejaria é esta combinação de carinho, cuidado, humildade e muita cerveja “boa de mais da conta, sô”!

  • Endereço: Rua Padre Leopoldo Mertens, 1.460, bairro São Francisco - Belo Horizonte (MG)
  • Horário de funcionamento do Tasting Room: sábados das 11h às 17h.
  • Loja virtual:www.walswebstore.com.br
José Felipe Carneiro, atrás de uma das atrações da cervejaria, a Wals Petroleum (Foto: Priscilla Colares)

José Felipe Carneiro, atrás de uma das atrações da cervejaria, a Wals Petroleum (Foto: Priscilla Colares)