Goose Island reverte renda para instituições em prol da mulher

Cerveja criou a Sisterhood, confraria que discute a mulher no universo cervejeiro

QG da Goose Island no Brasil é a Brewhose em Pinheiros, São Paulo (Foto: Divulgação)

QG da Goose Island no Brasil é a Brewhose em Pinheiros, São Paulo (Foto: Divulgação)

Com o propósito de ajudar a empoderar mulheres e promover a igualdade de gênero, a marca Goose Island lança o projeto Goose Island Sisterhood. É uma confraria feminina que se reúne para estimular o engajamento em causas diversas e criar cervejas especiais, com a renda revertida integralmente para instituições que defendam causas importantes para o gênero.

Beatriz Ruiz, gerente de conhecimento cervejeiro da Ambev e criadora da iniciativa, explica:

“A Goose Island Sisterhood nasceu do sonho de resgatar o protagonismo que sempre tivemos no mundo cervejeiro e devolver o lugar que sempre foi nosso: seja carregando os sacos de maltes, atrás e à frente dos balcões de bares, seja nas panelas produzindo, bebendo ou falando sobre ela, a cerveja.”

A confraria se reuniu no Brew House Goose Island em abril/2017 para lançar a primeira cerveja do projeto. Batizada de Carolina, a bebida faz reverência à escritora brasileira Carolina Maria de Jesus, considerada uma das primeiras e mais importantes autoras negras do Brasil. A homenagem foi sugestão da ativista feminista negra Stephanie Ribeiro, uma das participantes da confraria que trabalha em prol da representatividade da mulher negra.

Em edição limitada, Carolina - R$ 11,50 (200mL), R$ 20 (450mL) e R$ 24 (570mL) - uma sour com toque de goiabada, é uma receita que contrapõe o sabor mais ácido do estilo com o doce da sobremesa tipicamente mineira, cidade natal da autora.

Todo o montante arrecadado pela venda das cervejas criadas pelas confraria será revertido para alguma instituição. No caso da Carolina, a renda será destinada para o coletivo Di Jejê. Fundado por Jaque Conceição, é hoje um espaço para a promoção e produção de conhecimento sobre a mulher negra por meio de cursos, palestras e eventos abertos ao público.

Goose Island Sisterhood

O grupo, formado por representantes de entidades, ativistas, cevejeiras e mulheres diversas, se reúne periodicamente na Brewhouse desde o início do ano, localizada no Largo da Batata, região do bairro de Pinheiros em São Paulo. Durante os encontros, além de aprender sobre o universo cervejeiro, as participantes discutem sobre empoderamento feminino com o intuito de contribuir para o debate e transformação da atual situação de representatividade da mulher.

A Brewhouse

Com mais de 450 m² e capacidade para 140 pessoas, a casa fica em um sobrado de dois andares e chama atenção pela fachada rústica com tijolos aparentes, um visual industrial e moderno, além de um rooftop a céu aberto. Ao entrar, é possível acompanhar o processo de fabricação das cervejas onde os tanques e tinas de aço inoxidável, com capacidade para 15.000 litros mensais, vão produzir cinco opções diferentes de chopes frescos, além de opções sazonais, colaborativas e convidadas, e um Cold Brew Coffee produzido com um blend de café personalizado e exclusivo da Brewhouse, totalizando 15 rótulos disponibilizados em 30 torneiras.

Entre os rótulos fixos oferecidos estão a 4 Star Pils que chama atenção com sua leveza refrescante; a Green Line, de amargor agradável e cítrico; a equilibrada Honkers, com sabor maltado; a dourada 312 Urban Wheat, e a Goose IPA para os amantes de uma cerveja com alta concentração de lúpulo. A premiada Sofie, do estilo Belgian Style Farmhouse seca, ácida e efervescente, também estará disponível em garrafas no Barrel Room – espaço dedicado ao envelhecimento das bebidas em barris de madeira. Os chopes são disponibilizados em formato Pint, Half-Pint e Fly, uma régua de degustação, além da linha Sour Sisters – Lolita, Juliet, Gillian, Madame Rose, Halia - oferecidas em garrafas de 750 ml.

O mestre-cervejeiro à frente da casa é Guilherme Hoffmann, que passou dois meses em treinamento na sede da Goose Island em Chicago, e será responsável pela criação e elaboração das receitas locais. O cardápio também merece atenção especial. Como entrada, a sugestão são os Mini Rib Buns, sandubas de costelinhas de porco assados lentamente em forno a carvão com molho barbecue de mosto cervejeiro. Entre os pratos principais, o destaque fica com o The Duck Burger, burger de magret de pato com cebolas caramelizada na cerveja Honkers, queijo gruyere e maionese defumada, servido em um pão de brioche e o The Dry Aged Steak grelhado na brasa com manteiga com flor de sal e cebolas assadas. Para os vegetarianos, uma das opções é o Fire roasted gnocchis, nhoques de mandioquinhas e creme de queijo artesanal gratinados no forno a carvão.


Serviço

  • O quê: Goose Island Brewhouse
  • Quando: 3ª a 6ª das 18h às 1h, sábado das 12h à 1h e domingo das 12h às 22h
  • Onde: Rua Baltazar Carrasco, 191 – Pinheiros, São Paulo (SP)