Cervejas, Destaque

As novas cervejas da série Wood Aged da Bodebrown

A versão Cacau levou cacau de Ilhéus (Bahia) e passou por 18 meses em repouso na própria garrafa, e a Cherry passou por 10 meses de guarda, em dois tipos diferentes de madeira (Fotos: Divulgação)

A versão Cacau levou cacau de Ilhéus (Bahia) e passou por 18 meses em repouso na própria garrafa, e a Cherry passou por 10 meses de guarda, em dois tipos diferentes de madeira (Fotos: Divulgação)

Lançamento vem em duas versões: Atomga Cacau Aged e Atomga Wood Aged series Cherry l

Cerveja ao estilo Russian Imperial Stout, com receita elaborada em parceria com os cervejeiros norte-americanos Chris Kirk e Joyce Tiller, a Atomga é o mais novo lançamento da Wood Aged Series da cervejaria Bodebrown. Inspirada por uma banda de rock americana de mesmo nome, ela foi produzida em duas versões: Atomga Cacau Aged e Atomga Wood Aged series Cherry l.

 
 

Como todos os lançamentos da série Wood Aged Series, a Atomga passou por envelhecimento e permite uma guarda longa, de até 10 anos. A versão Cacau levou cacau de Ilhéus (Bahia) e passou por 18 meses em repouso na própria garrafa. A Cherry, por sua vez, passou por 10 meses de guarda, em dois tipos diferentes de madeira. Metade ficou em carvalho americano, utilizado anteriormente em uísques estilo Bourbon, enquanto a outra parte foi depositada em barris de vinho tinto, provenientes da Serra Gaúcha. Ao final foram unidas, com a adição de cerejas frescas. Todas as garrafas são numeradas e assinadas pelo Samuel Cavalcanti, cervejeiro à frente da Bodebrown.

A Atomga nasceu do encontro dos Cavalcanti com Kirk e Tiller, em Curitiba, no verão do ano passado. A dupla veio ao Brasil e participou de uma edição do Beer Ranch, encontro cervejeiro promovido pela Bodebrown na sua fábrica. Na época, os americanos faziam parte da equipe da Great Divide, referência mundial em artesanais.

Samuel relembra:

"Nos inspiramos na Yeti, uma receita daquela cervejaria, para criar uma versão nossa no formato colaborativo. Em seguida fizemos uma viagem de carro, para Bento Gonçalves, e no caminho escutamos muito o CD desta banda, Atomga, que eles haviam trazido. Assim como o som do grupo, que mistura estilos - rock, afro-jazz e outros -, nossa cerveja é uma viagem sensorial, mixando experiências curitibanas com a bagagem dos americanos."

Não podia ser diferente e a criação foi batizada com o nome da banda. O grupo gostou da homenagem e mandou CDs para a comercialização, com o objetivo futuro de visitar o país. Assim, quem comprar o álbum vai estar apoiando a vinda da banda Atomga para o Brasil.

Com 10 graus de teor alcoólico, a Atomga segue um estilo criado na Inglaterra, mas voltado à exportação para a Rússia. Por isso o nome de Russian Imperial Stout. Com corpo marcante, não traz grande amargor.

Atomga Cacau Aged e Atomga Wood Aged series Cherry l podem ser encontradas a partir desta semana para pré-venda, exclusivamente pela internet, nos links: Bit.ly/ATOMGA ou www.bodebrown.com.br, por R$ 34,90 (uma garrafa), R$ 98,70 (três) ou R$ 179,40 (seis). Há também o kit colecionador com taça da cristaleria Blumenau, a R$ 89,80 (taça mais uma cerveja). Para fechar, a cervejaria lança ainda a camiseta oficial, numa edição limitada, a R$ 59,90.