Burgman lança linha Nativas com polpas de frutas

Duas Ipas e uma Red Ale chegam ao mercado ainda no mês de maio de 2015

As bebidas da nova linha foram produzidas em parceria com o Sítio do Bello (Foto: Divulgação)

As bebidas da nova linha foram produzidas em parceria com o Sítio do Bello (Foto: Divulgação)

A cervejaria sorocabana Burgman incrementa seu portfólio com uma nova linha frutada, batizada de Nativas. Desenvolvidas pelo cervejeiro Alexandre Sigolo, as receitas - com adição das polpas de frutas nativas da mata atlântica e cerrado brasileiro - chegam ao mercado a partir deste mês de maio. Tratam-se de duas India Pale Ale, uma com uvaia e outra com pitanga, e uma Red Ale com mangaba.

As India Pale Ale têm a mesma base e a adição das frutas nativas da mata atlântica ocorre durante a maturação. Ambas tem visual âmbar claro, 60 IBU e 6% de teor alcoólico. A Burgman Nativas Pitanga, é uma IPA maturada com pitanga e lúpulos cítricos e frutados. A Burgman Nativas Uvaia, por conta das características da fruta, contrasta a acidez da fruta (uvaia) com os lúpulos frutados.

A Red Ale chega às prateleiras com 5,5% de teor alcoólico, 30 IBU e com visual acobreado. A maturação é feita com mangaba, fruta nativa do cerrado brasileiro, de paladar mais adocicado. Na Burgman Nativas Mangaba o aroma da fruta fica em primeiro plano. O trio frutado chega às prateleiras em garrafas de 355 ml.

Para viabilizar o projeto, a cervejaria fechou parceria com os químicos Douglas e Cintia Bello, que desde 1999 se dedicam ao cultivo de árvores frutíferas da Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica para pesquisa, preservação de espécies, recuperação do solo degradado, desenvolvimento de produtos, receitas e divulgação das frutas nativas do Brasil. Localizado em Paraibuna, interior de São Paulo, o sítio do Bello ainda promove uma série de ações para conscientização dos moradores da região sobre a importância da preservação da fauna e flora local, fomentando o cultivo e estimulando o turismo na região, além da implantação de projetos de reflorestamento de outras áreas da região.