Cervejarias

Bierland: Da terra da cerveja às novas fronteiras

A consagrada Bierland se expande a partir de Blumenau (SC) e mira o consumidor de artesanais da outra ponta do país

Cozinha atual passará por uma grande reforma, para duplicar a capacidade de produção (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

Cozinha atual passará por uma grande reforma, para duplicar a capacidade de produção (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

Texto: Sarah Buogo
Fotos: Ricardo Jaeger
Beer Art 17 - abr/15

Blumenau − Quase 12 anos depois de nascer na germânica “Terra da Cerveja” no sul do Brasil, a Bierland mira o Norte e o Nordeste. É nessas regiões com sotaque tão distinto na outra ponta do país que a cervejaria de Blumenau (SC) concentra boa parte dos esforços de crescimento. Mas, em contraste com outras empresas do ramo, ruma aos novos territórios mantendo a essência desfrutada por seus apreciadores sulinos. Não está nos planos "adaptar" a receita a climas mais áridos ou equatoriais. O objetivo é atender os devotos da cerveja artesanal, cada vez mais numerosos nas regiões do alto do mapa.

 
 

Para chegar lá, a Bierland está em plena expansão. Essa transformação se expressa com o incremento do seu portfólio, a ampliação da capacidade produtiva e as conquistas em concursos nacionais e internacionais. Também fica fácil perceber ao visitar a fábrica, em um bairro afastado do centro da cidade do Festival Brasileiro da Cerveja. Nesta visita pelas instalações, a equipe da Beer Art é guiada pelo gerente comercial, Rubens Deeke, um ativista da revolução cervejeira que há pouco mais de dois anos veio reforçar a equipe da cervejaria. Logo na entrada percebe-se que o espaço físico ficou pequeno para acompanhar o ritmo de crescimento. Por isso, ainda para 2015, está previsto o início da ampliação da fábrica. O bar anexo com espaço para degustação dos produtos será deslocado para um novo prédio, cedendo lugar para os setores administrativos e a adega. Um segundo prédio será construído para abrigar a nova cozinha e duplicar a capacidade produtiva atual, de 150 mil litros/mês.

Durante a visita, a fervura da Strong Scotch Ale vencedora do Concurso Cervejeiro Caseiro Bierland em 2014 lança um aroma suave de malte. Um pouco mais à frente, atrás dos grandes tanques que ainda dividem o espaço com a cozinha, a cena inclui o processo de dry hopping (técnica por meio da qual se adiciona lúpulo na fase de fermentação ou na maturação para incrementar o aroma sem aumentar o amargor) de uma Vienna, a melhor cerveja no mundo em seu estilo – como atestam as medalhas de ouro no World Beer Awards de 2014, 2013 e 2012.

Essa história começou em 2003 pela iniciativa de três sócios. Como consequência da influência germânica bem presente, os primeiros estilos eram da escola alemã seguindo a Lei da Pureza. Em 2009, quando a cervejaria iniciou o engarrafamento, outros estilos começaram a ser explorados e a bebida, antes restrita a cidades próximas, ganhou o sul do Brasil e desde então avança para outras regiões. “Hoje estamos praticamente em todos os estados brasileiros", observa Rubens. "O Nordeste e o Norte são os objetivos deste ano, e estamos trabalhando para isso, já temos parceiros de distribuição na Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Pernambuco e Rondônia”.

A melhor do mundo em seu estilo (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

A melhor do mundo em seu estilo (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

Na antevéspera da visita da Beer Art, a Bierland havia sido premiada com quatro medalhas no Concurso Brasileiro de Cervejas. O principal foi o ouro com a American Red Ale, receita que já tinha sido premiada em outros concursos e passou por alguns ajustes para participar da competição em 2015. “Estamos sempre buscando a excelência", resumiu o mestre-cervejeiro Osmar Francisco Faria. "Não tem aquela história de que não se mexe em time que está ganhando, mesmo em cerveja que ganha medalha de ouro sempre tem alguma coisa em que é possível evoluir.”

Endereço: Rua Gustavo Zimmermann, 5.361 Itoupava Central - Blumenau - SC

em produção, a Scotch Ale vencedora do concurso cervejeiro caseiro (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

em produção, a Scotch Ale vencedora do concurso cervejeiro caseiro (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

 
O gerente Rubens Deeke e o mestre-cervejeiro Osmar Faria reforçam a busca pela excelência (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)

O gerente Rubens Deeke e o mestre-cervejeiro Osmar Faria reforçam a busca pela excelência (Foto: Ricardo Jaeger/Beer Art)