Cerveja

O primeiro ouro da Cervejaria Walfänger no Brasileiro

Marca de Ribeirão Preto (SP) foi premiada com a Doppel Bock

Cerveja segue a Lei da Pureza alemã (Foto: Divulgação)

Cerveja segue a Lei da Pureza alemã (Foto: Divulgação)

Cervejaria de Ribeirão Preto (SP) seguidora da Lei da Pureza, a Walfänger festeja a primeira medalha de ouro no Concurso Brasileiro de Cervejas. Principal competição nacional do segmento, é realizada anualmente em Blumenau (SC), em paralelo ao Festival Brasileiro da Cerveja. A premiada é a Doppel Bock, vencedora no estilo.

Caio Balieiro, diretor industrial da Cervejaria Walfänger, comemora:

“Estamos muito felizes por sermos premiados com uma cerveja que está em nosso portfólio desde o início, em 2015, e que foi feita para o nosso público e não especificamente para participar do concurso.”

Forte e escura, a Doppel Bock faz parte da linha clássica da Walfänger. Criada por monges, em Munique, esse estilo apresenta forte gosto de malte, doçura leve e seus atributos são ligados aos sabores mais tostados e frescos. Da família Lager e de coloração âmbar profundo, essa cerveja é encorpada e tem elevado teor alcoólico.

Localizada em Bonfim Paulista, distrito de Ribeirão Preto (SP), a cervejaria comporta uma fábrica com capacidade de produção de 20 mil litros/mês, além de um pub e um biergarten para a degustação das cervejas e harmonização com os pratos que misturam as cozinhas alemã e brasileira oferecidos pela casa.

Uma das principais características da produção das cervejas Walfänger é seguir a escola germânica, que tem como base a Lei de Pureza Alemã (Reinheitsgebot), de 1516, que restringe os ingredientes a água, malte, lúpulo e levedura.