Dama Bier e Cervejaria Nacional relançam a cerveja Dama Y-Îara

Rótulo é dedicado aos apaixonados por Pilsen que também valorizam o lúpulo

"A arte do rótulo é uma brincadeira, Y-Îara, é uma sereia, chamando Josef Groll, cervejeiro bávaro que fez a primeira Pilsen da história, para uma armadilha", conta o sommelier da cervejaria de Piracicaba (Foto: Divulgação)

"A arte do rótulo é uma brincadeira, Y-Îara, é uma sereia, chamando Josef Groll, cervejeiro bávaro que fez a primeira Pilsen da história, para uma armadilha", conta o sommelier da cervejaria de Piracicaba (Foto: Divulgação)

A Dama Bier e a Cervejaria Nacional relançam a cerveja colaborativa Dama Y-Îara, uma Imperial Pilsner com "muita informação sensorial". A primeira edição dela foi feita em 2013 na Nacional, na capital paulista, e esta quarta produção foi feita na Dama Bier, em Piracicaba (SP). Para conferir a ficha da cerveja, clique aqui.

Com 7,2% de teor alcoólico e 55 IBU, a Dama Y-Îara passa pelo processo First Wort Hop, com a adição do lúpulo no mosto primário e um generoso Dry Hopping, por meio do qual são colocados lúpulos nobres alemães no final da maturação.

“O intuito é proporcionar ao olfato e paladar sensações únicas contidas em cada uma das variedades de lúpulos e dar ainda mais vida e complexidade ao estilo Pilsen”, explica Paulo Bettiol, sommelier da Dama Bier.

Na aparência um dourado intenso e uma leve opalescência se faz presente. No aroma uma mistura de notas cítricas, herbais e florais, vindas de lúpulos nobres alemães. No sabor o generoso amargor é escoltado por boa base de malte, deixando uma sensação agradavelmente seca e com breve aquecimento alcoólico.

“A arte do rótulo é uma brincadeira, Y-Îara, é uma sereia, chamando Josef Groll, cervejeiro bávaro que fez a primeira Pilsen da história, para uma armadilha. Onde ele verá a evolução natural da sua cria, a Dama Y-Îara”, completa Bettiol.