Wäls ganha prêmio de arquitetura da Unesco

Ateliê da cervejaria mineira, inaugurado em 2017, vence o Prix Versailles

 O ateliê é um complexo dedicado ao conceito de cerveja arte da marca (Foto: Divulgação)

O ateliê é um complexo dedicado ao conceito de cerveja arte da marca (Foto: Divulgação)

O projeto Ateliê Wäls, um complexo dedicado ao conceito de cerveja arte da marca mineira, foi reconhecido pela Unesco e pela União Internacional dos Arquitetos como o melhor projeto de arquitetura na categoria restaurantes - etapa América do Sul, Central e Caribe - do Prix Versailles 2018. O cenário idealizado pelo escritório de GPA&A do arquiteto Gustavo Penna simula uma imensa barrica de madeira aberta sobre as montanhas verdes de Belo Horizonte.

José Felipe Carneiro, fundador da Cervejaria Wäls, destaca:

“O Ateliê Wäls era um sonho antigo que o Gustavo Penna ajudou a colocar em pé. Mais do que um espaço dedicado à cerveja e com várias referências a ela, dos móveis ao ambiente, passando pelos espaços voltados à inovação, ele foi pensado para ser a casa do mineiro e uma homenagem a Belo Horizonte.”

A premiação, estabelecida em 2015 e este ano realizada em Santiago no Chile, já reconheceu globalmente projetos de marcas como Dior, Dolce & Gabbana e Channel. Esta é a primeira vez que uma cervejaria é reconhecida com Grand Prix, o prêmio máximo do evento.

A conquista coloca o Ateliê Wäls como candidato a ser o primeiro brasileiro a vencer a etapa mundial do Prix Versailles, a ser anunciada em maio na cerimônia em Paris, na sede da Unesco.

O Ateliê Wäls é um amplo centro cervejeiro da marca. O espaço simula uma imensa barrica de madeira aberta, que se integra com as montanhas do bairro Olhos d'Água, zona sul da capital mineira. O local reúne restaurante, loja, escritório, adega, cervejaria e área externa com um mirante para admirar a paisagem da região.

Gustavo Penna, arquiteto responsável pelo projeto, explica:

“É um projeto lúdico e divertido, que mostra a união da arquitetura e do conceito de cerveja arte de maneira mágica.”

 Edificação simula uma imensa barrica de madeira aberta e integrada às montanhas (Foto: Divulgação)

Edificação simula uma imensa barrica de madeira aberta e integrada às montanhas (Foto: Divulgação)

 

No ambiente interno do complexo, se destaca um amplo balcão na cor avermelhada, em referência ao celebrado estilo inglês India Pale Ale, com 21 torneiras dedicadas as inovações cervejeiras da premiada marca – complementado por uma grande prateleira repleta de garrafas especialmente desenvolvidas para o local. Conjuntos de mesas para degustação foram distribuídos entre centenas de barricas de madeira que emolduram e dividem os ambientes. Neste que é o maior barrel room da América Latina dedicado ao envelhecimento de cervejas, mais de 100 mil litros da bebida envelhecem e fermentam. Cada rótulo no seu próprio tempo. Tudo isso sob uma grande cortina delicadamente confeccionada com 135 mil rolhas de cortiça que evoca um ambiente teatral.

 Espaço reúne restaurante, loja, escritório, adega, cervejaria e área externa com um mirante para admirar a paisagem da região (Foto: Divulgação)

Espaço reúne restaurante, loja, escritório, adega, cervejaria e área externa com um mirante para admirar a paisagem da região (Foto: Divulgação)