Munich Dunkel, a nova criação da Usina Schornstein

É o terceiro lançamento da linha da cervejaria com a Escola de Cerveja e Malte

 Da parceria, já haviam sido lançadas a Session IPA e a Catharina Sour Cupuaçu (Foto: Divulgação)

Da parceria, já haviam sido lançadas a Session IPA e a Catharina Sour Cupuaçu (Foto: Divulgação)

Depois de uma Session IPA na primeira rodada e Catharina Sour na segunda, o projeto Usina Schornstein se aproxima dos estilos genuinamente alemães no terceiro lançamento. Começam em setembro as vendas da Munich Dunkel desenvolvida pelos alunos da Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM) e produzida pela cervejaria de Pomerode (SC).

São quatro rodadas ao ano, em que alunos desenvolvem as receitas e a fábrica produz, com o acompanhamento dos criadores, esses rótulos. Parte da renda com a venda das latas é revertida para bolsas de estudos na ESCM, no curso de graduação em Engenharia de Produção Cervejeira.

O estilo Munich Dunkel foi selecionado por vários motivos. Entre eles, a origem.

“A Schornstein é uma marca que nasceu ligada à cultura alemã da cerveja e, com a proximidade da Oktoberfest em vários estados brasileiros, achamos que seria o momento de trazermos aos alunos essa experiência”, comenta Carlo Bressiani, diretor da ESCM.

À frente da gestão da Schornstein, Adilson Altrão reforça que o público da marca espera por essa referência e trazê-la neste período é ainda mais propício:

“Temos certeza que a aceitação do produto será ótima, não só pela qualidade da cerveja, que ficou incrível, mas também pela ligação que o consumidor já faz da nossa relação com o estilo alemão.”

A Schornstein Munich Dunkel será vendida em latas de 473ml e tem 4,7% de graduação alcoólica e 18 IBUs (unidade de amargor que vai do 0 ao 120).