Um tour cervejeiro pela Bélgica com Kuaska e Douglas Merlo

Excursão levará a locais pouco acessíveis, como as cervejarias de mosteiros trapistas

Lorenzo Dabove, o Kuaska, um dos maiores especialistas em cerveja belga no mundo, terá como intérprete o sommelier Douglas Merlo (Foto: Divulgação)

Lorenzo Dabove, o Kuaska, um dos maiores especialistas em cerveja belga no mundo, terá como intérprete o sommelier Douglas Merlo (Foto: Divulgação)

Promovida pelo Blog O Caneco em parceria com o sommelier de cervejas Douglas Merlo, uma tour oferece a oportunidade de conhecer a Bélgica na companhia de um dos maiores especialistas em cerveja belga no mundo, Lorenzo Dabove – o Kuaska. O país é o das tradicionais cervejas de fermentação espontânea, as Lambics. A viagem conduzirá a locais especiais e pouco acessíveis, como as cervejarias de mosteiros trapistas. (Para conferir mais opções de eventos, com agenda atualizada, consulte o roteiro da Beer Art)

Os viajantes farão visitação guiada a importantes e históricas cervejarias belgas tais como Rodenbach, Het Anker, Bosteels, Sint Bernardus e Cantillon, entre outras. Também passarão por brewpus e pubs como Delirium Tremens e Moeder Lambic, além de conhecer locais exclusivos e pouco acessíveis, como a cervejaria do mosteiro trapista de Rochefort.

Outra atração da viagem é a visitação ao museu do lúpulo em Poperinge. O grupo participará também do maior e mais importante festival cervejeiro belga – o Zythos Bierfestival – e degustará e harmonizará clássicos estilos da escola cervejeira belga.

O Roteiro pela Bélgica

Estão definidas as datas da expedição brasileira que irá conhecer os detalhes da escola cervejeira mais fascinante do mundo:

  • Início da expedição: 14 de abril de 2017
  • Retorno ao Brasil: 23 de abril de 2017

1º Dia

Recepção em Bruxelas com um jantar no Restobières, com atração extra das performances cômicas do lendário chef Alain Fayt, amigo de Kuaska. Ogrupo desfrutará da autêntica cozinha de Bruxelas, com cervejas escolhidas pessoalmente por Kuaska e o chef.

2º Dia

Passeio de ônibus pela região da Valônia. Um dos pontos altos da expedição. Uma viagem pela região da Valônia conhecida mundialmente por produzir as famosas e clássicas cervejas do estilo Saison e Farmhouse Ales. "Quando falamos de Saison, não podemos deixar de nominar Brasserie Dupont e Brasserie Vapeur cervejarias lendárias e icônicas na produção desses estilos", diz Douglas Merlo. "Vamos finalizar o dia visitando a Braserrie Dubuisson, cervejaria que produz as famosas cervejas da linha Bush e Cuvée des Trolls, poderemos degustar toda a linha de cervejas (que conta com mais de 12 rótulos) além de comprar souvenires e cervejas de guarda."

3º Dia

A Bélgica também é uma produtora de lúpulos, e o lúpulo belga mais famoso é o Poperinge cultivado na cidade de mesmo nome. A cidade tem um museu dedicado à história do cultivo de lúpulo na Bélgica. É o Museu do Lúpulo em Poperinge. Visita guiada em português vai desvendar sensorialmente essa variedade de lúpulo belga.

Depois de uma manhã passada entre lúpulos belgas o grupo vai almoçar em um dos restaurantes mais famosos da Bélgica na cidade de Watou, o restaurante ‘t Hommelhof. Em um ambiente charmoso, detalhista e aconchegante vamos saborear os pratos preparados (alguns deles preparados usando cerveja como ingrediente) pelo Chef Stefaan Coutente especialmente para o nosso gruppo. Obviamente todos os pratos harmonizados com cervejas locais das quais (Blanche de Watou, Hommel, St. Bernardus 8°) todas servidas no chope e com inúmeras outras cervejas em garrafas.

O grupo finaliza o dia com uma visita à abadia de St. Bernardus. É talvez uma das abadias produtoras de cerveja mais conhecidas do mundo, famosa por ter produzido entre 1946 e 992 as cervejas da Abadia Trapista de St. Sixtus (Westvleteren). Com a forte experiência ao longo dos anos na produção de cerveja, hoje produz cerca de 6-7 cervejas, todas de altíssima qualidade. "Kuaska é um grande amigo do cervejeiro e vamos poder visitar o interior da produção com degustação guiada das cervejas", observa Douglas Merlo.

4º Dia

Passeio de ônibus. Visita sagrada aos monges trapistas de Rochefort. Visitar a cervejaria da abadia, onde se produzem três das cervejas mais populares e apreciadas do mundo. Kuaska é um amigo do cervejeiro Gumer Santos, que levará o grupo "pelas entranhas da abadia" até a produção de cerveja.

E para concluir o dia visita a Fantôme Brewery para conhecer o excêntrico cervejeiro Danny Prignon e suas preciosidades feitas principalmente com leveduras Saison ou Gueuzerie Tilquin

"Cconheceremos um dos maiores blenddores de Lambics da atualidade Pierre Tilquin, Pierre trabalhou em várias produtoras de Lambic das quais Cantillon e 3 Fonteinen, e hoje compra mostos dessas cervejarias e fermenta/matura os Lambics no seu próprio galpão, fazendo mais tarde o blend entre os barris", acrescenta Douglas Merlo.

5º Dia

De Trem. Um dia reservado para um passeio até a cidade de Roeselare conhecida sobretudo pela produção das cervejas marrons ácidas belgas as Flamish Red Ales. "Obviamente não poderíamos deixar de ir na fantástica cervejaria Rodenbach. Vamos ter o privilégio de conhecer as 290 dornas de 60 mil litros cada, usadas para a maturação e logo após a visita será servido um almoço na cervejaria preparado especialmente pro nosso grupo e completamente harmonizado com as cervejas Rodenbach", diz Douglas Merlo. "Visitaremos uma das mais novas e famosas cervejarias da cidade de Bruxelas Brasserie de La Senne, onde teremos a oportunidade de provar as extraordinárias cervejas da dupla Yvan de Baets (o mago da levedura) e Bernard Leboucq, cervejeiros e proprietários."

6º Dia

Passeio de ônibus - O dia do Lambic. Excursão para a região de Lembeek, com visitas guiadas ao novo centro de produção de Lambics e algumas cervejarias emblemáticas como Boon e Timmermans e visita ao Centro de Estudos de Lambic. "Kuaska é conhecido como 'O Príncipe de Pajottenland', portanto, certamente viveremos um dia inesquecível nesta importante região produtora de Lambics na Bélgica", comenta Doublas Merlo.

7º Dia

De ônibus. O grupo inicia o dia com uma visita à Cervejaria Het Anker, famosa por produzir as premiadas Gouden Carolus. Além de conhecer as entranhas da cervejaria e degustar as mais de 10 cervejas da linha vamos ter a oportunidade de conhecer a destilaria, poucos sabem mas a Het Anker além da produção de ótimas cervejas produz um whisky muito particular e fascinante. Vamos concluir essa vista com almoço na própria cervejaria.

Para finalizar o dia, uma visita Bosteels Brewers. A Bosteels é conhecida mundialmente por 3 marcas cervejarias icônicas: Kwak, Tripel Karmeliet e DeuS. É a oportunidade de degustar todas essas cervejas na companhia de Kuaska, que explicará a história e o método de preparo dessas três cervejas.

8º Dia

A pé por Bruxelas. Um dos destaques da viagem, o Cantillon Day Tour (Original e nova localização), com uma super turnê guiada por Kuaska, considerado membro da família Van Roy/Brasserie Cantillon.

9º Dia

De Trem. No último dia, a expedição vai até a cidade de Leuven onde na parte da manhã o grupo fará uma visita cultural e histórica da cidade, que em tempos passados foi de grande importância social, política e histórica para a Bélgica. "O melhor foi deixado para o último dia", diz Douglas Merlo. "O nosso grupo vai participar do maior e mais importante evento cervejeiro da Bélgica, o Zythos Beerfestival. Esse festival acontece todos os anos na cidade de Leuven, lá vamos poder encontrar stands de mais de 100 cervejarias belgas com cerca de 400 cervejas para degustação, além obviamente de poder conversar diretamente com os cervejeiros que estarão presentes. Evento único e imperdível."

10º Dia

Retorno para o Brasil

Para interessados em participar da excursão e/ou obter mais informações, o link é este

Para conhecer um pouco sobre Kuaska, veja vídeo que a Beer Art fez com ele no Festival Brasileiro da Cerveja de 2014.