"Thank You, Charlie", a homenagem a um veterano da cerveja artesanal

Depois de liderar por mais de 40 anos a "revolução artesanal, Papazian se aposenta

Charlie Papazian começou a fazer cerveja nas panelas em uma época em que essa prática era tida como excêntrica (Foto: Divulgação)

Charlie Papazian começou a fazer cerveja nas panelas em uma época em que essa prática era tida como excêntrica (Foto: Divulgação)

Milhões de homebrewers, cervejeiros artesanais e empreendedores que começaram a fazer a bebida em casa têm uma certa dívida com um homem chamado Charles Papazian. O líder da Brewers Association (BA) conduziu a partir dos EUA, desde 40 anos atrás, quando fundou a American Homebrewers Association (AHA), a chamada "revolução da cerveja artesanal". Quem conhece um pouco dessa trajetória entende por que o portal da Brewers Association destaca um texto de homenagem a essa figura que se tornou mítica no cenário cervejeiro. Neste 23 de janeiro, data em que completa 70 anos, Papazian está se aposentando da entidade, como anunciou exatamente um ano antes (2018). O momento mereceu um texto intitulado "Thank You, Charlie", escrito por Julia Herz, diretora do programa de cerveja artesanal na BA, uma das porta-vozes da entidade e publisher do CraftBeer.com.

Em seu artigo, que pode ser lido (em inglês) neste link, Julia destaca que Charlie (a forma carinhosa do nome do homenageado) teve múltiplos papéis ao longo de quatro décadas, como "visionário, defensor do homebrewing, autor, palestrante, historiador da cerveja, guru da cerveja e da culinária e sábio da cerveja em todos os lugares teve um impacto profundo na cerveja".

Em 1978, Charlie Papazian fundou com Charlie Matzen a American Homebrewers Association (AHA), que hoje tem mais de 45 mil membros. Ele produziu um número exponencial de cervejas, escreveu centenas de receitas e artigos centrados em homebrewing, deu muitas, muitas resenhas de cerveja, escreveu artigos de revistas infinitas e postagens na web, e concedeu dezenas de milhares de entrevistas. "Certamente muitos de vocês têm um exemplar de The Complete Joy of Homebrewing ou de um de seus outros livros de cerveja na sua estante, provavelmente com orelhas de cachorro e vincados como os meus, cheios de anotações manuscritas", comenta Julia.

Charlie Papazian anunciou que se aposentaria ao completar 70 anos (Foto: Divulgação)

Charlie Papazian anunciou que se aposentaria ao completar 70 anos (Foto: Divulgação)

 

A obra de Charlie inclui a National Homebrew Competition (NHC), que ao longo de seus 40 anos de história - e continua forte - já avaliou 143.240 cervejas. "O NHC é um evento anual de Santo Graal, a maior competição de cerveja do mundo, um evento incrível que permitiu aos fabricantes de cerveja caseiras, muitos dos quais acabarem se tornando cervejeiros profissionais, testar e melhorar seu jogo de cerveja", ressalta a autora do texto. "Sempre considerarei a obtenção de uma medalha de bronze para a minha e a Old Ale do meu marido no NHC de 2003 como destaque de carreira. Todos nós temos que agradecer a Charlie e à AHA por essa oportunidade de competição e feedback de cerveja."

Charlie também começou a revista Zymurgy, que influenciou as técnicas e técnicas de fermentação de dezenas de milhares de homebrewers. Outros destaques mencionados no texto são o Grande Festival Americano de Cerveja e a Copa Mundial da Cerveja (World Beer Cup), a mais prestigiada (e acirrada) competição do segmento.

Essa figura surpreendente tem uma formação curiosa (engenheiro nuclear) e uma influência em outros terrenos além da cerveja. Criou uma celebração em um de seus aniversários que se tornou uma data anual nos Estados Unidos: o "National Pie Day" (o "Dia Nacional da Torta"). Charlie Papazian é um líder de múltiplos talentos que transformou o mundo.

Para ler o texto completo, clique neste link.