Cerveja

Cervejas da alemã Ratsherrn Brauerei desembarcam no Brasil

Cervejaria de Hamburgo mescla tradição alemã com a inspiração na criatividade americana

Linha da Ratsherrn chega ao Brasil oficialmente no último trimestre de 2016 por meio da Davika Comercial Importadora e Exportadora (Foto: Divulgação)

Linha da Ratsherrn chega ao Brasil oficialmente no último trimestre de 2016 por meio da Davika Comercial Importadora e Exportadora (Foto: Divulgação)

Em uma cidade com DNA cervejeiro, Hamburgo (Alemanha), surgiu a cervejaria Ratsherrn Brauerei, que chega ao Brasil oficialmente no último trimestre de 2016 por meio da Davika Comercial Importadora e Exportadora. Com o slogan “Just Craft. Real Taste”, a Ratsherrn Brauerei - pioneira na produção de cervejas craft em Hamburgo - busca encantar o consumidor com suas produções que mesclam a tradição alemã com as novas produções cervejeiras inspiradas na revolução dos Estados Unidos (que ressoa na Itália, na Dinamarca e na Áustria). O lançamento oficial da Ratsherrn no mercado brasileiro ocorre no Empório Alto dos Pinheiros - para formadores de opinião, nesta quarta-feira (19 de outubro) a partir das 15h30min, e para o público geral na sexta-feira (21).

A relação de Hamburgo com a cerveja é antiga. Registros dão conta de que a bebida já era produzida na região há mais de mil anos e na metade do século 13 as primeiras cervejarias começaram a operar com força na região. A ponto de que em 1276 havia mais de 450 cervejarias oficialmente registradas. E devido à sua localização, a cidade também influenciava o mercado cervejeiro escandinavo.

Após esse período de sucesso, a cidade assistiu à desaceleração do mercado e somente no começo do século 20 que a atividade cervejeira de Hamburgo voltou a ter força (com a atuação de 15 cervejarias). No Pós-Guerra houve mais uma tentativa de recomeço e eis que no ano de 1951 foi servida ao público a primeira Ratsherrn Pilsener, produzida pela Cervejaria Elbschloss (que fechou as portas em 1955). Mais de meio século depois, em 2012, foi que a Ratsherrn retornou ao mercado em definitivo. E não mais como um rótulo, mas sim como marca própria.

Por dentro da Ratsherrn

Ratsherrn-fachada

A cervejaria está localizada nos galpões de um antigo mercado construído no Século 19 no coração de Hamburgo, no bairro de Sternschanze. A equipe é formada por Thomas Kunst, Philip Bollhorn e Ian Pyle, que se uniram com o propósito de criar as melhores cervejas do norte da Alemanha sob o pensamento de que “um fabricante de cerveja artesanal nunca está satisfeito com o sabor uniforme de cervejas convencionais”.

Ian Pyle, inclusive, trabalhava na Samuel Adams (prestigiada cervejeira dos Estados Unidos) e enquanto procurava novas inspirações e influências que poderiam ajudá-lo a criar novas cervejas, conheceu a Ratsherrn. Foi paixão ao primeiro gole do agora Gerente, mestre-cervejeiro e “Homem de Frente” da cervejaria que ainda exporta para Dinamarca, Áustria, Suíça, Holanda e China.

A Ratsherrn no Brasil

Focada em importação de cervejas alemãs, a Davika Comercial Importadora e Exportadora pretende ampliar o ponto de vista do mercado brasileiro em relação às produções daquele país. Os sócios da Davika, Caio Magalhães e João Romeiro, explicam:

“Quando nos referimos às cervejas alemãs muitas pessoas têm em mente os estilos tradicionais Weizen, Kolsch, Helles e German Pils. Por isso, esperamos que a Ratsherrn mostre aos consumidores que a Alemanha também é referencia em inovação de cervejas. Ou seja: o perfil cervejeiro alemão está mudando aos poucos e queremos trazer essas inovações ao público brasileiro.”

Para acompanhar novidades da cervejaria no Brasil, a página no Facebook é Ratsherrn Brasil e a conta no Instagram é @ratsherrn_brasil. A Hashtag Oficial: #RatsherrnBrasil

A distribuição da Ratsherrn

A Davika está localizada em Jundiaí, local estratégico entre dois grandes centros consumidores no estado de São Paulo que são São Paulo e Campinas. De modo que a distribuição inicial será no interior paulista onde a empresa tem uma rede de bares e restaurantes parceiros. Em São Paulo a cerveja poderá ser encontrada no Empório Alto dos Pinheiros (EAP) e alguns outros bares parceiros. A bebida deverá custar no PDV entre R$ 25 e R$ 30 e não será distribuída em supermercados.

As cervejas

A Ratsherrn conta com uma linha de cervejas tanto fixas quanto sazonais e os rótulos que chegaram agora ao Brasil são:


Ratsherrn Pilsener

Com grande frescor, a Ratsherrn Pilsener prova que um país não precisa ter sempre altas temperaturas para produzir uma cerveja refrescante. Afinal, esta legítima German Pilsner apresenta todas as nuances esperadas para o estilo favorito dos alemães. Com coloração dourada levemente opaca, a cerveja destaca muito bem tanto no aroma quanto no sabor a presença de malte que remete à panificação e ao clássico malte floral alemão. Inclusive, é produzida com quatro tipos de lúpulo: Herkules, Tradition, Select e Saphir. É leve, com amargor médio e altíssimio drinkability. Produzida na Alemanha para o calor do Brasil.

Estilo: German Pilsner Teor alcoólico: 4,9%


Ratsherrn Lager

Ratsherrn-Lager

Uma cerveja com história. Produzido há mais de 150 anos em Hamburgo, o estilo Vienna Lager se mantém em destaque neste rótulo. Desde a sua elegante coloração dourada com reflexos alaranjados, a cerveja entrega tudo o que se espera do estilo. No aroma e sabor presença do malte que entrega notas de casca de pão e o aroma ainda apresenta o frescor do lúpulo floral (cerveja produzida somente com lúpulos alemães). O amargor é médio-baixo, o aftertaste é seco, há baixa carbonatação e altíssimo drinkability. É uma cerveja sedutora que pode trazer novos consumidores de cervejas para este maravilhoso universo de cores, aromas e sabores através desse estilo extremamente elegante. A cerveja ainda passa por processo de dry hopping.

Estilo: Vienna Lager Teor alcoólico: 5,4%


Ratsherrn Rotbier

Ratsherrn-rotbier

Apresentando uma elegante cor vermelho rubi, esta é uma cerveja tradicional de Hamburgo com muita história para contar porque indícios que dão conta de que no início do século XIII este estilo de cerveja já era produzido. No aroma notam-se nuances de panificação, caramelo, toffee e lúpulo floral. O sabor refrescante pela presença do lúpulo floral confirma o aroma e ainda traz uma surpresa: o destaque para toques de café. A carbonatação é média e o aftertaste é levemente seco com o café ficando mais presente, corpo médio e amargor médio-baixo. A Ratsherrn Rotbier é uma daquelas cervejas para se apreciar de modo contemplativo e podendo ser harmonizada tanto com pratos salgados quanto doces. Certamente será uma experiência gastronômica única.

Estilo: Rotbier (Red Lager) Teor alcoólico: 5,2%


Ratsherrn Pale Ale

Ratsherrn-Pale-Ale

Com coloração dourada e reflexos alaranjados sem turbidez, a Ratsherrn Pale Ale engarrafa a história. Afinal, o estilo Pale Ale chegou a Hamburgo no Século XVII e como dizem na região portuária da cidade: “Atracou e não saiu mais”. No aroma, destaques para panificação e leves toques cítricos provenientes do lúpulo (são cinco tipos entre alemães e californianos) com sutil toque resinoso. No sabor o cítrico fica em primeiro plano, mas totalmente equilibrado e discreto e no segundo plano o malte e o resinoso também se apresentam com discrição. É uma cerveja equilibrada com amargor médio-baixo e aftertaste seco. Eis a prova de que é possível mesclar a sobriedade da Escola Alemã com a personalidade contemporânea da Escola Americana.

Estilo: American Pale Ale Teor alcoólico: 5,6%


Ratsherrn Coast Guard IPA

Ratsherrn-Coast-Guard-IPA

Com três tipos de malte e seis de lúpulo, a Ratsherrn Coast Guard IPA mostra o lado contemporâneo e cosmopolita da produção cervejeira alemã dos anos 2000. De coloração dourada com reflexos alaranjados e sem turbidez, a cerveja traz aroma cítrico bem presente lembrando frutas como manga e maracujá. No sabor, confirmam-se as nuances frutadas tendo também a presença do malte em segundo plano com o toque resinoso. No aftertaste gera salivação e os toques cítricos ficam mais presentes e de modo equilibrado. Cerveja com corpo médio, amargor médio-alto e que insere a costa oeste de Hamburgo na Rota Cervejeira Mundial dos amantes das American IPAs.

Estilo: American India Pale Ale Teor alcoólico: 6,3%