My Growler se reposiciona depois de um ano de atividade

Em julho, empresa passa a fornecer "soluções completas" para pontos de venda de chope

Minikegs em inox estão entre as novas apostas da My Growler (Foto: Divulgação)

Minikegs em inox estão entre as novas apostas da My Growler (Foto: Divulgação)

Empresa que inaugurou suas operações em 28 de junho de 2016 sob o foco de disseminar o utensílio reutilizável de chope, a My Growler se reposiciona ao completar um ano. Passa a oferecer soluções completas para venda de chope a granel. Inclui em seu catálogo equipamentos cervejeiros que vão de torneiras, passando por torres para chope e balcões refrigerados até envasadoras da companhia russa Pegas, entre outros componentes para a instalação completa de uma unidade de serviço de chope.

Outra novidade da My Growler para o segundo semestre é a ampliação na variedade de growlers que a empresa comercializa. Além do growler padrão americano de 1,89l e 0,95l Litro, serão vendidos ainda modelos em inox com tampa flip-top, minikegs em inox, growlers térmicos e um exclusivo modelo de growler de vidro com capacidade para 2 litros e tampa flip-top.

A participação na 14ª Feira Internacional de Tecnologia em Cerveja (Brasil Brau 2017) marca o novo momento da companhia. A feira ocorre de 26 a 28 de julho no São Paulo Expo, na capital paulista. Os participantes da feira poderão conhecer em primeira mão as novidades da My Growler para o mercado cervejeiro.

O CEO da empresa, Rodrigo Fernandes, destaca:

“A Brasil Brau é o maior e mais importante evento de negócios do mercado cervejeiro no país. Para a My Growler, participar da feira como expositor é ter a oportunidade de consolidar-se como ator de relevância nesse cenário, apresentar seus produtos e gerar negócios.”

A atuação da empresa se sustenta sobre dois pilares: sustentabilidade e apoio a pequenos negócios. Conforme Fernandes, a garrafa de vidro retornável responde por 58% do volume de vasilhames utilizados no envase de cervejas, e sua reutilização demanda grande quantidade de água para higienização, além de exigir um processo logístico de retorno, sem mencionar outros resíduos com tampas, latas, rótulos e embalagens de plástico e papel que nem sempre recebem a destinação correta ou são reciclados. Para Fernandes, a sustentabilidade é uma marca da companhia.

“Com a popularização do uso do growler para o consumo de cerveja, já deixamos de jogar no meio ambiente milhares de garrafas e latas”. O growler diminui a quantidade de elos na cadeia da cerveja e reduz significativamente a geração de resíduos. O consumo de cervejas no Brasil é responsável por toneladas de lixo todos os anos.

O segundo pilar é o apoio a pequenos negócios. Distribuição e envase, juntamente com a alta tributação, são alguns dos desafios enfrentados pelas microcervejarias. Por precisarem ser transportadas refrigeradas, a distribuição das cervejas artesanais eleva ainda mais o custo do produto. O envase, normalmente em garrafas de vidro descartáveis, é outro fator que agrega preço. A tendência é, portanto, que as microcervejarias atuem em mercados regionais, sendo cada vez mais comum que o consumidor busque diretamente na fábrica as suas receitas favoritas. É neste contexto de aproximação entre produtores e consumidores de cervejas que o growler se populariza no Brasil.

Mais que comercializar growlers e equipamentos, o objetivo da My Growler é promover e fortalecer a cultura “growleira no Brasil”. Uma das iniciativas da empresa para alcançar esse objetivo é investir na formação de uma rede nacional de pontos de venda e recarga de growlers, assim como na educação de consumidores sobre esse novo jeito de fornecer e consumir cerveja. Os estabelecimentos que adquirem growlers da My Growler e vendem chope à granel são automaticamente credenciados à Rede My Growler, a maior rede nacional a reunir esse tipo de estabelecimento. Atualmente, são mais de 150 pontos em 15 estados e no Distrito Federal. Os pontos credenciados à rede podem ser localizados em um mapa integrado ao Google Maps no site institucional da companhia.

Para aproximarfornecedores e consumidores de cervejas artesanais em growlers, em março deste ano, a My Growler lançou um aplicativo para smartphones e tablets. Entre as funcionalidades do aplicativo estão a criação de perfil, pesquisa e localização de pontos de recarga, cadastro de growlers, registro de consumo e dicas de harmonização.

A My Growler nasceu de experiências internacionais de seu idealizador, o empresário de comércio exterior Rodrigo Fernandes, fundador da Starvision Import & Export, há 11 anos no mercado promovendo negócios entre o Brasil e a China.

“Estamos orgulhosos do trabalho desenvolvido neste primeiro ano, período em que conseguimos fazer da My Growler uma referência em seu segmento”, comemora Fernandes.

O sucesso, de acordo com o CEO, é resultado da coragem da empresa em apostar em uma nova forma de relacionamento entre fornecedores e consumidores de cervejas.

“O nosso olhar está sempre focado em beneficiar as duas pontas da cadeia: em primeiro lugar porque aumenta a receita on tap dos pontos de venda de chope a granel e, em segundo lugar, porque reduz custos para o consumidor final, que paga apenas pelo líquido”, explica Fernandes.