Bar em Campinas estimula o uso do Growler

Com 30% de desconto, cliente do Lado B pode levar a cerveja na garrafa reutilizável

  Bar Lado B integrante a Rede My Growler (Foto: Divulgação)

 

Bar Lado B integrante a Rede My Growler (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de "democratizar o consumo da cerveja artesanal, tornando-a mais acessível aos gostos e bolsos", o Bar Lado B, inaugurado em 2016 em Campinas (SP), estimula o uso do growler. Integrante do mapa da Rede My Growler Station, o bar oferece desconto de 30% de desconto na cerveja escolhida para quem acondicioná-la nessas garrafas reutilizáveis.

Sócio proprietário do bar, David Figueira lembra que promover a cultura do growler valoriza o consumo de cervejas frescas e forma novos consumidores mais preocupados com a qualidade e a origem das cervejas artesanais:

“Encher o growler diretamente nas cervejarias artesanais é uma experiência rica que agrega ainda mais valor à cultura cervejeira.”

O conceito do growler nasceu nos Estados Unidos para aproximar o consumidor à cervejaria, em um fornecimento direto e prático, e vem se popularizando no Brasil. Com o próprio garrafão em mãos, o cliente pode abastecê-lo a qualquer momento nas torneiras do Lado B e levar mais de 20 tipos de cervejas artesanais exclusivas, sem perder o aroma e características únicas de cada produção.

“Este é o jeito mais local, criativo, sustentável e original de beber cerveja junto com os amigos e a família em qualquer lugar”, avalia o sócio proprietário e cervejeiro.

O Bar Lado B também oferece o projeto Homebrew Friendly, em que os clientes podem levar suas próprias criações cervejeiras para degustar na casa, sem pagar nada por isso.

“É como se fosse a tradicional ‘rolha’, só que nós não cobramos por isso. Queremos incentivar a produção caseira de cervejas e abrir as portas da nossa casa para a criatividade, a economia colaborativa e aos amigos”, finaliza David Figueira.

Sobre o Bar Lado B

Localizado em Barão Geraldo e sob o comando dos empresários Caco Picolli e David Figueira, o Bar Lado B já é considerado hoje uma referência em culinária e cerveja artesanais. Com uma pegada informal, a casa conta com sistema de chope tirado direto no balcão – que conta com vinte bicos artesanais, além de alguns outros bicos de drinks -, novo cardápio com receitas exclusivas, decoração e programação musical baseada no rock e blues, com espaço para discotecagem às quintas e shows ao vivo às sextas e sábados.

Os preços – acessíveis - também são um diferencial da casa. Como os sócios são os próprios produtores da cerveja, por exemplo, a tulipa de chope custa de R$ 6 a R$ 8. De acordo com o sócio e cervejeiro David Figueira, entre as opções, destacam-se a Pilsen Brasileira, de coloração amarela e sabor que equilibra a suavidade do malte com o amargor do lúpulo; a Weizenbier, que é refrescante e harmoniza com saladas, peixes, frutos do mar e comida japonesa. Já a Altbier é considerada uma raridade.

“Existem pouquíssimas cervejarias fora da Alemanha que produzem esse tipo de cerveja, nascida em Düsseldorf. Ela reúne alta fermentação com aroma e sabor raros. É perfeita para pratos apimentados e gordurosos, carnes vermelhas e de caça. Além destes, muitos outros tipos de chope artesanal estão disponíveis, fora os lançamentos, que devem acontecer com grande frequência”, explica Figueira.

O nome Lado B remete à valorização da contracultura, o outro lado da moeda, o que não é comercial porém de qualidade atestada. Na Indústria da música, o lado A e lado B são expressões que estão associadas diretamente aos discos de vinil. Historicamente, o B-side dos discos era composto por canções diferenciadas, experimentais e alternativas. As bandas aproveitavam o fato de que as pessoas precisavam parar e mudar o disco de lado para potencializar a quebra de fluxo e entregar leituras diferenciadas de seu próprio trabalho. Muito artistas, grandes compositores e cantores, por exemplo, já declararam que em seus discos de vinil o B-side era o seu lado autêntico, a sua essência e que o A-side de seus discos continha as canções mais comerciais, como os bolachões de Ray Charles. B-side remete ao não comercial, ao alternativo, a segunda face de alguma coisa, a diversidade, espontaneidade, ao lado oposto e ao lado bom.

Todos os dias, o Lado B também oferece almoço self-service por quilo, das 12h às 15h, com uma variada mesa de saladas frescas, pratos frios, um completo buffet de pratos quentes e churrasqueira.


Serviço

  • O quê: Bar Lado B
  • Quando: 2ª das 12h às 15h, 3ª a sábado das 12h às 1h e domingos das 12h às 16h
  • Onde: Avenida Albino José Barbosa de Oliveira, 1240, Campinas-SP
  • Como: informações e reservas: (19) 3249-0015