Dádiva lança linha voltada à leveza, em embalagem minimalista

São seis novas receitas de cervejas refrescantes acrescentadas ao portólio da marca

As seis opções, em latas de 310 ml, têm teor alcoólico no máximo de 6% (Foto: Divulgação)

As seis opções, em latas de 310 ml, têm teor alcoólico no máximo de 6% (Foto: Divulgação)

Uma das mais produtivas e criativas cervejarias artesanais do Brasil, a Dádiva acaba de lançar uma linha com produtos leves e refrescantes, em embalagens minimalistas e estilos já conhecidos. A nova linha é composta por seis rótulos (entre parênteses, o teor alcoólico): Premium Lager (5,1%) e Munich Dunkel (5,2%), receitas já produzidas pela Cervejaria, e Hoppy Lager (4,4%), Session IPA (4,5%), Witbier (5,1%) e IPA (6%), novas receitas que a Dádiva agrega ao seu portfolio.

As seis receitas foram produzidas com ingredientes selecionados, com o objetivo de agregar sabores e aromas aos produtos, sem a utilização de qualquer tipo de conservante ou aditivo. Os produtos, envasados em latas de 310 ml, não são pasteurizados. Por isso, as cervejas são armazenadas em câmara fria, garantindo que os aromas e sabores permanecerão frescos e intensos.

Produzindo receitas leves e com custo de embalagem menor do que o do vidro, a Dádiva conseguiu chegar a preços bastante competitivos - média de preço para o consumidor final de R$ 12 a R$ 15 por lata. O envase em lata também permitiu diminuir os custos de frete, uma vez que o alumínio é mais leve que o vidro - isso sem falar na redução do impacto ambiental, já que o alumínio é um material mais reciclado que o vidro.

Ao comentar o lançamento da linha, Luiza Lugli Tolosa, sócia fundadora da cervejaria, cita a fatia de mercado até então conquistada pelas cervejas artesanais:

"Nós, da Dádiva, sempre fomos conhecidos por adorar fazer cervejas complexas, alcoólicas, com frutas, condimentos, madeiras e muito mais. Desta vez, com a mesma qualidade e cuidado com os quais fazemos tudo por aqui, apostamos em uma linha com preços competitivos, procurando aumentar o famoso 1%."