Cervejas Mikkeller voltam ao Brasil com a Beer.com.br

Seis rótulos marcam o retorno da celebrada marca dinamarquesa, exclusivo pela Beer.com.br

 As opções estão divididas em três pares, conforme o perfil do apreciador (Foto: Divulgação)

As opções estão divididas em três pares, conforme o perfil do apreciador (Foto: Divulgação)

 

Via Beer.com.br, uma das marcas de cerveja mais celebradas do mundo está de volta ao Brasil: a dinamarquesa Mikkeller. São seis opções de cerveja, oferecidas no mês de junho pelo clube de assinaturas de cerveja da Beer.com.br em três tipos de kit, conforme o perfil do apreciador. A chegada da seleção de cervejas é resultado de um ano de namoro, iniciado no Mikkeller Beer Celebration Copenhagen 2017, onde a beer huntress da Beer.com.br, Taiga Cazarine, desembarcou com a missão de convencer a criteriosa Mikkeller a voltar a exportar para o Brasil. Depois de meses de negociação, no evento deste ano Mikkel Borg Bjergsø assinou o contrato, que dá exclusividade para a Beer.com.br na importação. (Para entrar no site da Beer.com.br, clique aqui)

"Foi uma conquista árdua, muitos meses de conversa, trocando ideias, e chegando a um acordo. Foi uma felicidade imensa para nós da Beer", conta Taiga.

A primeira leva é formada pelas seis cervejas dos kits de junho, uma "Invasão Mikkeller". São três opções de pares de cerveja, conforme o nível do apreciador (confira abaixo a descrição feita pela beer huntress Taiga Cazarine):


Beer 1

(Para pessoas que estão se aventurando e preferem cervejas descomplicadas)

Mikkeller Stick a Finger in the Soil Pale Ale

O nome quer dizer “coloque o dedo na terra”, e é para os momentos que alguém precisa de um tempo para refletir, encarar os fatos. Corpo de cor âmbar-claro, com aroma cítrico e de caramelo, com boa carbonatação. Aroma com notas evidentes de frutas tropicais e lúpulos herbais. No paladar, também notas de casca de laranja. Seu final é limpo, seco e possui um suave amargor com nuances florais.

Harmoniza com - Seguindo a ideia de que um bom amargor pede certa untuosidade, prove a cerveja com um bolinho de queijo. Ou em um momento de jantar regado à carne, tente pegar um corte de fraldinha com queijo gorgonzola. E para inovar na experiência, prove com uma torta de frutas amarelas durante a sobremesa.

Mikkeller I Don't have a Red Shrimp Pils - O nome, em inglês, quer dizer “não tenho um camarão vermelho” e significa que a pessoa está “quebrada”, passando um perrengue financeiro. Já esta cerveja pode aliviar essa sensação: refrescante e fácil de beber, tem notas suaves de frutas e lúpulos picantes. No paladar traz uma mistura entre notas de casca de laranja e grãos. O sabor é de suave amargor com nuances florais. O final é limpo e seco.

Harmoniza com - É uma cerveja para harmonizar de forma descontraída, com petiscos como pastel de queijo, pizza marguerita ou mesmo tapas com recheios na mesma linha.


Beer 2

(Para pessoas que querem evoluir o paladar e provar mais estilos, sabores e complexidade)

Mikkeller Berliner Passion Wood Will Fall Down

Prepare-se: a “a madeira vai descer”! O nome é primo da nossa expressão “o pau vai quebrar”, ou seja, tem gente brava por aí. Cerveja límpida e refrescante, com notas que lembram não só o maracujá que vai à receita, mas também limão e uma suave presença do malte. Acidez médio-baixa equilibrada com notas selvagens.

Harmoniza com - Por semelhança e complementação (e prazer) prove com um Cheesecake de Maracujá. Tente também com um risoto funghi, seu paladar irá agradecer.

Mikkeller Hair in the Mailbox IPA

Uma IPA que traz no rótulo um barbudo em apuros e que seu nome evoca a expressão “cabelo na caixa de correio”, o que, para os dinamarqueses, significa “você está com um problemão”. Já a cerveja é tropical, com notas de laranja e abacaxi e amargor equilibrado. Uma cerveja límpida e lupulada com notas de frutas tropicais e cítricas. No paladar notas evidentes de laranja, suave abacaxi e nuances de pinho. O final é seco e fica um médio e equilibrado amargor.

Harmoniza com - Pratos com elevada untuosidade vai sim bem com cervejas de alto amargor, por terem a mesma potência e limpar o paladar para a próxima garfada, e essa potência pode também vir de um doce: por isso, prove esta com uma Bomba de Chocolate. Ou, vá de tradicional filé mignon, pode acrescentar um fetuccine Alfredo.


Beer 3

(Para pessoas que buscam cervejas desafiadoras, rótulos prestigiados e estilos mais ousados)

Mikkeller Hva Såå?! Belgian Ale

O nome não é ditado, mas significa “E aí?”. E esta é uma cópia declarada da Orval, cerveja preferida do Mikkel. De cor laranja com certa turbidez e uma ótima formação e retenção de espuma, traz no aroma notas de frutas secas amarelas, abacaxi, grãos, condimentado, “brett” e notas vínicas. O paladar segue o aroma e também traz notas selvagens e leve amargor.

Harmoniza com - Uma cerveja como esta pede uma opção diferenciada, se ainda não provou asas de frango com purê de maçã, experimente também com esta cerveja, as notas irão se complementar e criar um perfeito balanço.

Mikkeller Beer Geek Breakfast Oatmeal Stout

Aqui o nome é uma singela homenagem aos amantes invictos de uma boa cerveja. Uma clássica oatmeal Stout com aveia e café gourmet. Seu aroma traz notas de café e defumado, e no paladar chocolate amargo e malte torrado. Segunda a Mikkeller: uma cerveja que vai muito bem no café da manhã... ou a qualquer hora do dia!

Harmoniza com - Se provar pela manhã, prepare um prato de bacon com ovos e cogumelos, e sinta-se em um verdadeiro café da manhã dinamarquês. Se for provar no fim do dia, experimente com um porco assado e geleia de frutas vermelhas, acredite, esta complementação e contraste será uma experiência sem igual.


 

Mikkeller, a rainha cigana

Hoje é popularizado o modelo “Cervejaria cigana” - que faz contratos para produzir ou alugar um tanque de produção dentro de uma cervejaria que já tem uma estrutura pronta. Quem deu início a esse tipo de operação foi Mikkel Borg Bjergsø, fundador da Mikkeller, em 2006. Desde então, abriu mais de 20 bares pelo mundo.

Além de cervejas excepcionais, o cervejeiro construiu uma aura cool sobre a Mikkeller, com uma identidade visual inimitável, graças ao artista Keith Shore, levando o humor como ingrediente indispensável no processo de criação da cervejaria. Uma pequena prova desse espírito “fanfarrão” da Mikkeller são os nomes das cervejas que formam os clubes deste mês, a maior parte deles se refere a ditados dinamarqueses.