Clube Wbeer traz cervejas de artesanal peruana

Clube cervejeiro aposta em país que se destacou na Copa de Cervezas de América

Dois rótulos da cervejaria Barbarian, uma American Wheat Ale e uma American Pale Ale, ambas premiadas, são as escolhidos do mês (Fotos: Divulgação)

Dois rótulos da cervejaria Barbarian, uma American Wheat Ale e uma American Pale Ale, ambas premiadas, são as escolhidos do mês (Fotos: Divulgação)

Um dos países que vêm chamando a atenção na Copa de Cervezas de América, o Peru, inspirou a escolha do Clube Wbeer para o primeiro mês de 2017. Dois rótulos da cervejaria Barbarian, uma American Wheat Ale e uma American Pale Ale, ambas premiadas, são as escolhidos.

Gustavo Daher, gerente de Marketing da Wbeer.com.br, destaca:

"O ano de 2017 chegou com uma certeza: o mundo cervejeiro está expandido. Se antes só se pensava nas tradicionais belgas, alemães, hoje vemos que um bom rótulo pode vir de qualquer lugar do mundo."

A cervejaria Barbarian, que tem o nome inspirado nos bárbaros de Roma pelo fato de que "eles bebiam cervejas produzidas por eles próprios", é a primeira artesanal do país. A falta de cervejas complexas no mercado peruano fez com que Juan Diego Vásquez, fundador e sócio da cervejaria e mais dois amigos começassem a produzir cervejas caseiras em 2009. No início as cervejas eram para consumo próprio, quando perceberam que começaram a produzir mais do que podiam beber, a saída foi vendê-las. Dois anos depois, eles lançaram a cervejaria e um bar local fechou uma parceria para a venda dos rótulos. O aumento da demanda veio junto com o crescente sucesso da cervejaria. Hoje, eles possuem sua própria fábrica que produz 19 mil litros de cerveja por mês.

A seleção de janeiro do Clube Wbeer conta com o rótulo Barbarian L.I.M.A Pale Ale , o nome, que menciona a capital do Peru, esconde uma mensagem secreta por trás de cada letra. Os donos da cervejaria explicam que o significado real é "Lagers Industriales Me Aburren", que em português seria Lagers Industriais me Aborrecem. Este rótulo é produzido com o lúpulo alemão Mandarina Bavaria, uma variedade nova que vem fazendo sucesso, além de ter uma grande demanda por cervejeiros do mundo todo. Este rótulo foi campeão da medalha de ouro de sua categoria na Copa de Cervezas de América, em 2014. Para a Beer Sommelière da Wbeer.com.br, Flávia Oliveira, esta é uma cerveja com intenso aroma de maracujá e lima da persa.

"Tem um sabor de lúpulo cítrico, pinho picante e frutas tropicais", completa Flávia.

A outra cerveja da seleção é a Barbarian La Nena Hoppy Wheat , uma cerveja de trigo bastante refrescante. Segundo a Beer Sommelière, esse rótulo apresenta aromas cítricos que se misturam com toques frutados:

"É uma cerveja que segue a escola americana e foge do estilo tradicional de trigo alemão", afirma Flávia. O nome do rótulo é uma homenagem a uma cadelinha que estava perdida nos arredores da cervejaria. Adotada pelos mestres-cervejeiros, a cadela foi batizada de Nena no mesmo período da criação deste rótulo."

Para assistir à degustação das cervejas do Clube Wbeer de janeiro acesse o vídeo.