Cevas do Sul lança clube de cervejas

Assinatura tem três modalidades, batizadas com ritmos gaúchos: Chamamé, Milonga e Vanera

Anderson Jaques conta como surgiu a ideia do clube cervejeiro e antecipa novidades (Foto: Altair Nobre/Beer Art)

Anderson Jaques conta como surgiu a ideia do clube cervejeiro e antecipa novidades (Foto: Altair Nobre/Beer Art)

Depois de um ano de operação, a loja virtual Cevas do Sul resolveu abrir um clube de assinaturas. Com sede no Rio Grande do Sul, a empresa batizou com ritmos de música tradicionalista gaúcha as três modalidades de adesão: Chamamé, Milonga e Vanera. O clube de cerveja por assinatura pode ser acessado neste link.

Anderson Jaques, que fundou a empresa com a esposa, Carolina Esteves, comenta:

"Após um ano da Cevas do Sul, foi possível identificar que muitos dos nossos clientes aguardavam ansiosamente os lançamentos das cervejarias gaúchas e, em muitas vezes, esses lançamentos eram tão esperados que acabava faltando para atender a todos. Pensando nisso entrei em contato com alguns clientes para saber o que eles esperam de um clube de assinaturas e comentei a ideia de enviar os lançamentos e novidades das cervejarias. O feedback foi espetacular."

Ele explica os três tipos de modalidade, e o porquê do nome

CHAMAMÉ - "Para agradar aos aficionados por cervejas mais fortes e complexas, criamos o plano Chamamé, uma dança que se originou nas tribos indígenas no sul da América entre o Brasil e Corrientes, e era conhecida como Polkakirei, um ritmo ágil e contagiante como a as cervejas deste plano."

MILONGA - "Introduzida ao som de viola é o ritmo mais romântico dos fandangos gaúchos, é uma música em que os compositores declaram o seu amor pela arte, por isso demos o seu nome a esse seleção de cerveja desenvolvida para aqueles apaixonados por cerveja que apreciam desde o fino equilíbrio de uma Pilsen a uma complexa Belgian Dark Strong Ale, que gostam de novidades e, acima de tudo, não abrem mão de escolher a sua própria cerveja."

VANERA - "Vanera é o ritmo mais tocado pelos gaiteiros nos bailes gaúchos. O plano em sua homenagem é ideal para aqueles apreciadores que preferem cervejas mais suaves no amargor e teor alcoólico mais baixo, mas que não abrem mão de experimentar uma novidade ou de explorar sensorialmente uma boa cerveja."

Anderson antecipa que, a partir das sugestões das próprias cervejarias, o clube de assinatura terá promoções que facilitam o trânsito entre as modadlidades:

"Surgiram várias ideias como poder trocar o rótulo caso quisesse uma cerveja de um outro plano, receber copos a cada três meses, indicar um amigo e ganhar um presente e várias outras ideias geniais que estão guardadas para serem implementadas com o tempo e adesão do pessoal."