Cerveja

As cervejas frutadas especiais da Colorado

Linha da cervejaria paulista explora frutas menosprezadas

Confira na matéria os detalhes de cada uma das quatro cervejas da linha especial frutada (Fotos: Divulgação)

Confira na matéria os detalhes de cada uma das quatro cervejas da linha especial frutada (Fotos: Divulgação)

A Cervejaria Colorado lançou linha com quatro cervejas com frutas "esquecidas e desperdiçadas". Representantes da biodiversidade brasileira, entre as frutas usadas na nova linha de cervejas, apenas Caju e Graviola são conhecidas com amplitude no país, enquanto apenas um terço da população já experimentou amora-do-mato, por exemplo. Confira abaixo mais detalhes sobre essa linha da cervejaria de Ribeirão Preto (SP).

Colorado Eugênia - É uma cerveja do estilo Session IPA, com uvai, fruta muito cultivada em pomares domésticos. De aparência alaranjada e aveludada, tem sabor suave e é rica em vitamina C, frutifica de setembro a janeiro. Aromas marcantes dos lúpulos americanos, alemães e franceses completam a bebida. Leve, refrescante e amarga na medida (40 IBU), alta dinkability. Teor alcoólico: 4,50% (Confira aqui a ficha completa, incluindo premiações)

Murica - Casamos a maciez da Cream Ale com o agridoce da Graviola, fruta que nasceu no Caribe e cresce no Brasil há mais de 500 anos. Tanto, que já tem até apelido: araticum, coração-de-rainha ou jaca-do-pará, mas o nome de batismo mesmo é Annona Muricata. Teor alcoólico: 4,7%

Nassau: White IPA feita com adição de Caju, comum no nordeste brasileiro, em conjunto com Dry hopping usando o lúpulo Equinox, que tem aroma de frutas tropicais para destacar o aroma do caju. Cerveja clara e não filtrada, sabor marcante com amargor na medida. Teor alcoólico: 5,8%(Confira aqui a ficha completa, incluindo premiações)

Rosália - Uma fruit beer ácida e com leve dulçor frutado. Feita com frutas vermelhas brasileiras (grumixama, amora do mato, cereja do rio grande). Na boca a doçura e a acidez se misturam. Harmoniza com sobremesas. Teor alcoólico: 4,50%