Cerveja Sour com framboesa ganha série limitada na Bodebrown

A cerveja teve pré-lançamento no Beertrain de março e agora chega oficialmente ao mercado

 Samuel, da Bodebrown, com a Regina Sour (Foto: Divulgação)

Samuel, da Bodebrown, com a Regina Sour (Foto: Divulgação)

A mais nova criação da Bodebrown, a Regina Sour, chega às prateleiras para trazer "um toque marcante e acido no universo das cervejas artesanais". Ela ganha uma série limitada, com 2 mil garrafas numeradas de 750ml. A cerveja teve pré-lançamento numa edição do Beertrain em março passado e agora chega oficialmente ao mercado. O preço médio é de R$ 70.

O estilo da Regina Sour é Berliner Weisse, também conhecida como a Champanhe do Norte, apelido que ganhou de Napoleão Bonaparte. É uma Saison Sour com adição de framboesa, com refrescância e acidez marcante (característica das sour beers). A primeira fermentação traz notas com média acidez e 7% de grau alcoólico.

O nome é uma divertida homenagem a uma integrante da equipe da Bodebrown, conta o cervejeiro Samuel Cavalcanti:

"Nossa querida Regina tem um humor bem ácido que é sua marca registrada. Isso sem deixar de ser doce e amorosa com todos os colegas. A arte desta cerveja também está retratada no rótulo. Ele foi criado pelo artista gaúcho Rafael Mello, a partir de uma aquarela que ele fez à mão, com inspiração na estética burlesca."

 Nome é inspirado em integrante da equipe da cervejaria (Foto: Divulgação)

Nome é inspirado em integrante da equipe da cervejaria (Foto: Divulgação)

Para a harmonização, a própria Regina sugere: "queijos de mofo branco, carne branca com mostarda e mel, torta de limão, o filme 'A Teoria de Tudo' e a banda The Smiths com a música 'This Charming Man'.