Bares, Destaque

Beerita, um bar exclusivo para as cervejas artesanais do Rio

Beerita fica na Rua São Clemente, 24, no coração de Botafogo, ao lado do metrô (Foto: Divulgação)

Beerita fica na Rua São Clemente, 24, no coração de Botafogo, ao lado do metrô (Foto: Divulgação)

Sob o slogan “Beba Local”, gastrobar tem 12 torneiras dedicadas a chope artesanal fluminense

Parede grafitada, rock ao fundo, três ambientes, cardápio de giz e uma chopeira logo na entrada. É o Beerita, na Rua São Clemente, 24, no coração de Botafogo, ao lado do metrô, entre o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor. Um gastrobar com ares de pub e 12 torneiras de chope dedicadas exclusivamente às cervejas artesanais produzidas no Estado do Rio de Janeiro. E a cerveja não fica apenas nos copos: o cardápio criado pelo chefe Gabriel Nigro tem cevada, malte e a própria cerveja na composição dos pratos. (Para saber mais sobre as artesanais do Rio, entre no portal das cervejarias, neste link)

 
 

Pensando especialmente no conceito de “Beba Local”, o bar abriga uma diversidade de rótulos de garrafa produzidos na região, que se revezam quase que semanalmente.

O sócio e gerente Romulo Bustamante destaca:

“A produção de cerveja artesanal carioca tem crescido muito, e todo dia surge um novo rótulo. À medida que a gente descobre uma cerveja nova, ou uma cervejaria vem apresentar um lançamento, se for boa vai pra geladeira.”

Doze torneiras reservadas ao chope artesanal (Foto: Divulgação)

Doze torneiras reservadas ao chope artesanal (Foto: Divulgação)

Os sócios são o empresário da área de tecnologia da informação Wallace Garradini, o gerente de vendas Romulo Bustamante e o bancário Eduardo Sayão. Para Wallace, era importante que o negócio focasse em cerveja local, carioca, para valorizar as cervejarias da cidade. Romulo, especializado em atendimento ao cliente, não perdeu isso de vista e treinou os funcionários para garantir a alta qualidade nessa área. Eduardo queria um lugar diferenciado, mas que tivesse um “quê” de carioca: um clima descolado, mas aconchegante.

Cariocas como são, os três amigos sabem que o público da cidade pode até ser mais despojado e mais tranquilo para encarar a vida do que o restante dos brasileiros. Mas os cervejeiros têm se tornado cada dia mais exigentes no seu consumo. Portanto, eles dispensaram atenção à qualidade do chope, temperatura ideal, atendimento, cardápio em harmonia com os rótulos e a qualidade dos produtos para confeccionar os alimentos.

A cozinha

O cardápio foi elaborado pelo chef consultor Gabriel Nigro. Seguindo uma forte tendência de cozinhar com cerveja, inseriu os rótulos da carioca Brassaria Ampolis em quase todos os pratos. Voltado para consultoria e assessoria de negócios gastronômicos, Nigro estudou o mercado carioca e montou um cardápio que trouxe para a comida a experiência de apreciar uma cerveja.

"Tivemos um enorme desafio neste projeto. Precisávamos criar um mix para um público exigente, sem perder a qualidade, dentro de uma cozinha com 6m2! Nossa solução foi desenvolver parcerias com diversos produtores de comidas artesanais que reproduzissem nossas receitas para serem finalizadas no local."

Uma das novidades é o "Nosso Malte Temperado". Basicamente é o malte Pilsen - o mesmo usado na fabricação de cervejas - tostado em azeite de ervas finas. Um acompanhamento perfeito pro chope gelado que substitui o tradicional amendoim.

Raclette Dog (Foto: Divulgação)

Raclette Dog (Foto: Divulgação)

O carro-chefe do cardápio é o Raclette Dog. Servido em uma baguete tipicamente francesa e uma boa camada da mostarda Dijon de cerveja, o hot dog inova com uma “linguisicha” artesanal de cevada e ervas. E não para por aí. Como se já não bastasse, recebe uma camada de um queijo Emmental Figueira derretido no maçarico na frente do cliente!

O Chilli Dog é servido na mesma baguete, com a “linguisicha”, mas coberto por chilli con carne cozido na cerveja Biritis e queijo artesanal. O mesmo chilli con carne também acompanha os Chilli Nachos Mucho Locos. E ainda tem as Pizzas Especiais preparadas com queijo Pyramide Cendrée ou linguiça artesanal defumada.

Rompendo com a lenda de que misturar bebida faz mal, o Hangover Beef traz cubos de carne cozidos lentamente no vinho e na cerveja Biritis, com bacon, cenoura e cogumelo Paris dentro de um pão italiano bola artesanal.

Pra quem procura opções vegetarianas, as Brewschettas fazem uma releitura das tradicionais bruschettas. Torradas robustas de pão artesanal aromatizadas com alho e azeite de ervas cobertas com queijo Boursin de cabra temperado e a geleia de cerveja Cacildis. Essa geleia também acompanha a Tábua de Queijos Brasileiros composta por um Canastra Ivair Oliveira, Pyramide Genève, Emmental Figueira e Aperitif Genève.

Para sobremesa também a casa oferece receitas exclusivas. O Fat Brownie é coberto por bacon caramelizado e acompanhado de gelato de Biritis e ganache de chocolate com Biritis. Ainda tem o Beercake in the Cup – um bolo regado na calda de cerveja Biritis, creme de confeiteiro com baunilha de verdade, calda de morango com Biritis e mais morangos picadinhos por cima.


Serviço

Beerita
  • O quê: Beerita - Cervas de Responsa, com 12 torneiras de chopes artesanais cariocas e um cardápio exclusivo
  • Onde: Rua São Clemente, 24. Botafogo, Rio-RJ
  • Quando: 3ª a sábado das 17h à 0h30min e domingo das 16h às 22h