O primeiro fim de semana da Bauernfest

Festa germânica atrai mais de 150 mil pessoas e lota hotéis de Petrópolis

 Desfile foi uma das principais atrações do final de semana (Foto: Marcello Santos/Divulgação)

Desfile foi uma das principais atrações do final de semana (Foto: Marcello Santos/Divulgação)

Mais de 150 mil pessoas passaram pela 29ª Bauernfest no primeiro fim de semana da Festa do Colono Alemão em 2018. A alegria da cultura germânica transformou o Centro Histórico em um "burgo alemão" com os espaços oficiais do evento, como o Palácio de Cristal, lotados. O que se via pelas ruas eram turistas e petropolitanos no clima alemão, vestindo adereços típicos da festa e canecas de chope nas mãos. Além da programação cultural e da gastronomia, os dias de céu azul e a alta temporada do turismo na cidade fizeram com que os quatro cantos do Centro ficassem lotados. O aumento no movimento foi sentido pelos polos de moda, por restaurantes e pontos turísticos. A festa continua até o próximo fim de semana, com encerramento no dia 1º de julho.

Hotéis e pousadas do primeiro distrito comprovaram o sucesso destes primeiros dias de festa. No período, de sexta-feira (22) a domingo (24 de junho), foi registrada uma taxa média de ocupação de 96%, sendo que alguns chegaram a ficar lotados. Mas a cidade ficou cheia também de visitantes que vieram à cidade com grupos de excursão. Foram mais de 450 ônibus de turismo e vans no sábado e no domingo, o que superou as expectativas. O total registrado neste final de semana, em ônibus e vans, era o esperado para a festa inteira. Cariocas estavam entre a maioria do público de fora. Para o prefeito Bernardo Rossi, além de manter vivas as tradições alemãs em Petrópolis, o evento também é importante para a economia do município:

“Ficamos muito felizes em ver o clima que a cidade ficou já nesses primeiros dias da Bauernfest. Os petropolitanos abraçaram a festa, as ruas estavam lotadas, as empresas aderiram ao evento. É uma festa muito representativa para a cidade, que só traz benefícios. E agora é uma festa que deixou de ser “da prefeitura” e é uma festa da cidade toda. Esse movimento é importante para Petrópolis, aquece a economia, gera empregos. Vamos continuar trabalhando para a cada ano trazer mais visitantes para o município. E essa edição já está sendo um sucesso, superando nossas expectativas.”

Nestes três dias de festa, todos os espaços do evento estiveram lotados. Além do Palácio de Cristal e da Rua Alfredo Pachá, a Praça da Liberdade, o Biergarten, na Praça Visconde de Mauá (Praça da Águia) e o Clube Petropolitano também fizeram sucesso com uma programação variada. Mas o movimento se espalhou por todo o Centro, como na Rua Teresa, na Rua 16 de Março, e também nos pontos turísticos. O Museu Casa de Santos Dumont, por exemplo, recebeu 1.896 mil visitantes entre sábado e domingo.

Turismo aquecido com a festa

Com os hotéis do Centro Histórico lotados, a festa movimentou todo o trade turístico.

O secretário da Turispetro, Marcelo Valente, destaca:

“O turismo da cidade está comemorando os resultados da Bauernfest. Os empresários abraçaram o evento e estão colhendo os resultados. Hotéis e restaurantes, por exemplo, têm ficado lotados”

O engenheiro Paulo Carvalho, morador do Rio, conta já ter ido à Bauernfest 23 vezes. Ele costuma vir com toda a família e passa o fim de semana na cidade. Além de sempre mobilizar os amigos para também subirem a Serra. O grupo estava entre os mais animados deste fim de semana.

“A festa aqui é muito família, a gente gosta muito e por isso sempre volta. E a gente traz muita gente também. Tem uns amigos nossos que vêm por nossa causa. A gente sempre divulga, fala da cidade, fala dos restaurantes, da confraternização que é essa festa. E ela só melhorou. Gostei muito esse ano da distribuição da festa. A barraca das cervejas artesanais também foi muito legal. Os amigos que vieram, que não conheciam, se amarraram”, comenta.

Uma das novidades este ano, a entrada das cervejas artesanais ao coração do evento – Palácio de Cristal – fez sucesso. No primeiro fim de semana, só a barraca das artesanais e o Biergarten venderam mais de 15 mil litros de chope. Até o fim do evento, juntando todas as barracas dos espaços da festa, a expectativa é de que sejam consumidos mais de 130 mil litros de cerveja, incluindo o chope Império, bebida oficial da festa..

Mais de 40 atrações culturais movimentaram os seis palcos oficiais da 29ª Bauernfest nos primeiros dias. Neste primeiro fim de semana, os destaques ficaram por conta dos concursos de melhor cuca e chope a metro, das bandas e grupos de dança folclórica e, claro, o desfile no domingo pela manhã. Para o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, toda a programação foi um sucesso:

“Vimos pessoas de todas as idades curtindo as atrações. Estamos ajudando a contribuir para a preservação das tradições germânicas na cidade, essa cultura que nos influencia tanto. E até o último dia do evento ainda tem muita programação pela frente e para todos os gostos.”

No sábado, o concurso de melhor cuca foi o destaque da programação no período da tarde. Sete candidatas concorriam à melhor receita alemã e, no final, a cuca da cozinheira Patrícia de Souza, com recheio de banana com farofa, foi a vencedora. Ela ganhou um jantar para duas pessoas no restaurante Bordeaux.

“É uma receita da minha avó. Sempre a via preparando e aprendi com ela. Já tinha participado no ano passado, mas não ganhei. Então para esse ano mudei o modo de preparo e consegui vencer. É muito legal esse tipo de concurso, sempre participo”, diz ela, lembrando que a delícia foi preparada no forno a lenha, como antigamente.

À noite, o sucesso ficou por conta dos concursos de chope a metro e chapéu mais enfeitado, que aconteceram tanto no sábado, quanto no domingo, sempre às 20h. Os concursos acontecem todos os dias até o fim do evento. A primeira vencedora do concurso de chapéu foi a aposentada Vera Silva, de 88 anos:

“Tenho esse chapéu há 10 anos e participo sempre da festa.”

No domingo, o desfile pela manhã encantou o público, que acompanhou todo o percurso e depois muitos aproveitaram para almoçar no Palácio e curtir o restante da programação.

“A festa está maravilhosa. Vale a pena vir. É muito boa. Gostei de tudo, do desfile, do Palácio de Cristal. Foi muito bom”, conta a funcionária pública Maria de Fátima, moradora do Rio.

Durante o fim de semana, a festa também contou com a presença da 2ª Princesa da Oktoberfest, de Blumenau, Daniele Kirsten, que participou, inclusive, do desfile folclórico. Para o secretário de Turismo de Blumenau, Ricardo Stodieck, o intercâmbio entre as cidades é fundamental:

“Viemos no ano passado e estou voltando este ano porque a gente acredita na Bauernfest. A cidade está rigorosamente no caminho mais do que certo.”