Moradores de Petrópolis alugam casas para os turistas da Bauernfest

Demanda da festa alemã fomenta oportunidade de renda extra para petropolitanos

José Luiz nos ajustes finais da casa para acolher visitantes da Bauernfest, na serra fluminense (Foto: Marcello Santos/Divulgação)

José Luiz nos ajustes finais da casa para acolher visitantes da Bauernfest, na serra fluminense (Foto: Marcello Santos/Divulgação)

Com prévia na ocupação hoteleira de 90% no Centro e arredores, nos dois fins de semana da 28ª Bauernfest, as poucas vagas nos estabelecimentos de Petrópolis (RJ) nesse período estão movimentando a procura e oferta de leitos alternativos para turistas que querem curtir a Festa do Colono Alemão. A demanda de visitantes está fomentando a oportunidade para moradores terem uma renda extra alugando quartos e espaços até mesmo na própria residência. A grande procura tem sido por leitos mais próximos ao evento. Confira aqui o especial com tudo o que você precisa saber sobre a Bauernfest 2017.

O prefeito Bernardo Rossi ressalta:

“Isso fortalece o viés turístico da Bauernfest, comprovando a importância da festa no calendário de eventos da cidade, do estado e do país. Até mesmo por ser a segunda maior festa do gênero no Brasil, atrás apenas da Oktoberfest.”

Para os turistas que querem um espaço para curtir ao máximo a festa e a cidade, a facilidade de acesso e bom preço são levados em conta na procura. É exatamente o serviço oferecido por alguns leitos alternativos como o de José Luiz Baltor, próximo à rua principal da festa, na Rua Kopke, no início do bairro Duchas.

“Estávamos construindo esse anexo na nossa residência justamente para complementar a renda. Com a proximidade da Bauernfest percebemos que os hotéis e pousadas já estavam cheios e com preços altos. Decidimos agilizar a obra para aproveitar essa oportunidade e alugar o espaço nesse período”, contou o aposentado, que também trabalha com corretagem.

O anexo, independente da residência, conta com um quarto, pequena sala, cozinha e banheiro, atendendo até quatro pessoas. O espaço já está ocupado no primeiro fim de semana da festa.

Do outro lado, está o captador de recursos Lohan Andrade, de 21 anos, está tentando conseguir um local para receber um grupo com média de 15 pessoas. Morador de Queimados, na Região Metropolitana do Rio, o jovem começou a procura por hotéis no mês passado e já não encontrou vaga.

“Quando começamos a pesquisar vaga em hotel já estava quase tudo reservado e os que ainda tinham poucas vagas não atendiam ao grupo. Agora estamos tentando alguma casa que dê para o grupo, pois queremos muito conhecer o evento que é uma festa típica alemã. Todo mundo fala muito bem e me atraiu para conhecer. Mas até casa no final de semana está complicado”, contou o jovem, que quer trazer o grupo com pessoas que já conhecem a Festa do Colono Alemão e querem mais uma vez curtir o evento.

O potencial turístico de Petrópolis estimula novos negócios, principalmente no ramo de hospedagem, que ganham força com a Bauernfest, o principal evento da cidade. É o caso do casal Meliza Sarto Fonseca e Felipe Pozzato, que transformaram a própria casa na Fog Guest House. O espaço funciona como se o cliente alugasse um quarto em casa particular, mas com total privacidade e alguns serviços incluídos.

“Tivemos a oportunidade de nos mudar para outra cidade e para ganhar uma renda extra, percebendo essa necessidade de leitos mais em conta para turistas na cidade, optamos por transformar a casa numa guest house. O imóvel não fica fechado e tenho uma renda extra, atendendo a uma demanda grande de Petrópolis por leitos para os turistas”, disse a agora empresária, que já está com reserva nos dois fins de semana da festa.

Localizada no Alto da Serra, a 10 minutos do Centro, a construção oferece quatro quartos, sala, cozinha - com capacidade máxima de 10 pessoas - e inaugurou de casa cheia no último feriado de Corpus Christi.

O secretário da TurisPetro, Marcelo Valente, observa:

“Esse é o foco do Turismo na nossa cidade, fomentar todos os setores de serviços oferecendo aos nossos turistas inúmeras opções para todos os gostos e bolsos para que desfrutem ao máximo o que Petrópolis tem a oferecer. Aliado a isso, movimentamos a nossa economia criando também oportunidades para a própria população de criar seu negócio e ter renda com um dos pilares da nossa economia.”