Estatística

Preferência pela cerveja em lata aumenta no Brasil

Grandes cervejarias apontam mudança de hábito, com aumento do consumo nas residências

cerveja-em-lata

Ao fechar o balanço de 2015, a CervBrasil − associação que congrega as grandes cervejarias, responsáveis por 96% do mercado no país − ficou impressionada com um número em particular, o do aumento do consumo de cervejas em lata. Desde 2010, as latinhas deram um salto de 11,2 pontos percentuais em sua participação. Na interpretação da CervBrasil, esse número sugere uma mudança nos hábitos de consumo, com aumento do consumo no domicílio.

O consumo de cervejas em lata está perto de se igualar ao feito em garrafas de vidro (47,4% x 48,7%). Em duas regiões já supera: Centro-Oeste (60,7% x 39,3%) e Sul (59,9% x 36,1%). No Sudeste, praticamente empata (47% x 47,1%). Na estatística, onde o consumo em relação às garrafas ainda é bem abaixo é no Nordeste (37,7% x 61,2%) e no Norte (45,6% x 53,3%).

Outros dados do balanço

  • No ano, foram produzidos 13,8 bilhões de litros de cerveja no país, o que representa uma queda de -2% em relação a 2014.
  • Produção de cerveja no quarto trimestre tem queda de -0,9% em relação ao terceiro trimestre
  • No quarto trimestre, a produção de cerveja em todo país registrou queda de 0,9% em relação terceiro trimestre.
  • Se comparado ao quarto trimestre de 2014, houve aumento de 1,3%.
  • Produção de dezembro tem queda de -1,0% em comparação a novembro
  • Dezembro registrou produção de 1,4 bilhão de litros de cerveja, queda de -1% em comparação a novembro.
  • No comparativo com dezembro de 2014, a queda foi de -0,9%.

Comparativo de inflação

inflação-da-cerveja