Cervejas

Heineken impulsionada pelos mercados emergentes no 1º semestre de 2015

A Ásia foi o mercado mais rentável, com a cerveja Tiger no Vietnã

Para o segundo semestre é esperado um crescimento mais rápido das vendas (Foto: Divulgação)

Para o segundo semestre é esperado um crescimento mais rápido das vendas (Foto: Divulgação)

Levantamento divulgado pela Heineken, nesta segunda-feira (3/8), aponta que o aumento dos lucros atingiu um patamar melhor do que o esperado para o primeiro semestre. Os mercados emergentes, como a Ásia e as Américas registraram maior crescimento. Para o segundo semestre é esperada uma aceleração nas vendas.

O Volume de negócios do grupo ascendeu a 9.896.000 € até junho, 7% a mais que no primeiro semestre do ano passado, quando obteve receitas de € 9.274.000. A Ásia provou ser o mercado mais rentável da empresa, particularmente no Vietnã, com a marca de cerveja Tiger. O crescimento da receita ficou na casa dos 7,4%, seguido das Américas, onde também se registrou um crescimento positivo de 5,8%. Na Europa os volumes caíram mas o valor manteve-se estável.

"Estes resultados fortes estão em linha com as nossas expectativas e demonstram ainda mais progresso que fizemos na implementação de nossa estratégia", disse Jean-Francois Van Boxmeer, CEO Heineken, no comunicado.

De acordo com Van Boxmeer esses resultados refletem o benefício da exposição da empresa aos mercados de alto crescimento, abordagem sustentada em marketing e inovação, e a capacidade de impulsionar a eficiência em toda a empresa. "Embora as condições econômicas e o ambiente de preços nos principais mercados continuam desafiadores, estamos confiantes de que vamos continuar progredindo e nossas expectativas para o ano inteiro são inalteradas", acrescentou.

Para acessar o levantamento completo (em inglês), clique aqui.