Cerveja

Cerveja falsificada usava tampinha de lixão

Cerveja falsificada foi descoberta por acaso, quando policiais buscavam envolvidos em crimes contra bancos (Foto: Divulgação/Polícia Civil SP) 

Cerveja falsificada foi descoberta por acaso, quando policiais buscavam envolvidos em crimes contra bancos (Foto: Divulgação/Polícia Civil SP) 

"Fábrica" foi descoberta pela Polícia Civil em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo

Policiais civis do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo prenderam toda a linha de produção de uma “fábrica” especializada em falsificar cerveja. No total 14 homens foram detidos. O golpe, conforme a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Estado de São Paulo, consistia em transformar marcas mais baratas agregando valor por meio da aplicação dos rótulos e tarjas das bebidas mais valorizadas.

A operação apresentava um lado perverso na obtenção do lucro. As tampinhas eram adquiridas de pessoas que as encontravam em lixões. A ação aconteceu no início da tarde de segunda-feira, 27, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo.

O delegado Fábio Pinheiro Lopes, titular da 5ª Patrimônio (Delegacia de Investigações sobre Roubo a Banco), unidade do Deic responsável pela descoberta, ressaltou que esse tipo de falsificação coloca a saúde do consumidor em risco.

“Retiravam as tampinhas originais e colocam as outras sem nenhum cuidado com a higiene. O único procedimento era limpar a tampinha suja na camiseta”, descreveu o delegado.

A descoberta da “fábrica” surgiu quando integrantes da 5ª Patrimônio realizavam levantamentos na região do Parque São Pedro, em Itaquaquecetuba.

Os policiais buscavam envolvidos em crimes contra bancos, mas desconfiaram da movimentação em um salão comercial na Rua Tagarela. A equipe acabou flagrando a linha de produção em pleno funcionamento. Os policiais civis apreenderam 4.680 garrafas falsificadas e prontas para serem comercializadas. Também encontraram rótulos e as centenas de tampinhas sujas. Os 14 presos responderão por crime contra a saúde pública.

 
Imagens divulgadas pela Polícia Civil de São Paulo 

Imagens divulgadas pela Polícia Civil de São Paulo