harmonização

Cerveja encontra alta gastronomia na União Cooks

Encontro Épico faz parte das comemorações dos 20 anos da Confraria, em Porto Alegre

Encontro Épico começou com um bate-papo com 4 especialistas cervejeiros,  Glauco Caon, Alexandre Baggio, Luis Polleto e Edu Pelizzon (Foto: Mariana Fontoura / GNU)

Encontro Épico começou com um bate-papo com 4 especialistas cervejeiros,  Glauco Caon, Alexandre Baggio, Luis Polleto e Edu Pelizzon (Foto: Mariana Fontoura / GNU)

O último sábado de maio de 2015, dia 30, foi o escolhido para um encontro inédito na Confraria União Cooks, em Porto Alegre (RS): a cerveja artesanal em harmonia com a alta gastronomia. Todos os pratos, do couvert à sobremesa, foram planejados para harmonizar com diferentes estilos da cervejaria convidada da noite, a Lorena. Realizado no Restaurante Épico do Grêmio Náutico União, o jantar contou com cerca de 140 convidados e está entre as ações que comemoram os 20 anos da Confraria União Cooks. (Para conferir mais opções de eventos, com agenda atualizada, consulte o roteiro da Beer Art)

O Encontro Épico começou com um bate-papo entre Alexandre Baggio (chef e beer sommelier), Glauco Caon (cervejeiro e Juiz Internacional BJCP), Edu Pelizzon (Beer Somellier ) e Luis Polleto (doutor cervejeiro, pesquisador em processo fermentativo Esalq-USP). Os participantes detalharam os principais marcos e escolas da cerveja no âmbito mundial e falaram sobre a harmonização na experiência gastronômica.

O cardápio, elaborado pelos confrades da União Cooks, procurou atender as características das cervejas propostas para a harmonização. O coordenador de eventos especiais da Confraria, Danilo Annes, conta que trazer a cerveja artesanal para os encontros é uma demanda antiga de alguns Confrades e foi um grande desafio alinhar o cardápio. “Não é tão simples elaborar um cardápio harmonizado, principalmente porque estamos mais acostumados com o vinho, foi um trabalho de equipe, nós propondo os pratos e a equipe da área da cerveja sugerindo as melhores combinações”, explica.

Ainda durante o bate-papo, o couvert servido com queijos finos, presuntos e pães (produtos Quatá e Allfood) foi acompanhado da cerveja Lorena Munich Helles, estilo representante da Escola Alemã. Para a entrada, a cerveja escolhida foi a Lorena Belgian Ale Witbier harmonizada com camarão au citron em cama de folhas verdes e abacaxi selado. O prato principal, carré francês com cogumelos frescos e mousseline de batata baroa foi servido com a cerveja do estilo English Indian Pale Ale (IPA). O jantar foi finalizado com a sobremesa, torta holandesa com crocante de avelãs harmonizada com a Lorena Irish Stout.

A entrada harmonizou au citron em cama de folhas verdes e abacaxi selado com uma cerveja do estilo Belgian Ale Witbier (Foto: Sarah Buogo/Revista Beer Art)

A entrada harmonizou au citron em cama de folhas verdes e abacaxi selado com uma cerveja do estilo Belgian Ale Witbier (Foto: Sarah Buogo/Revista Beer Art)