Cerveja

O contra-ataque da Budweiser às artesanais

Vídeo nos disputados intervalos comerciais do Super Bowl mostra ofensiva do império

Em vídeo, Budweiser se define "orgulhosa de ser uma macrocervejaria" e desfila ironias contra as artesanais (Foto: Reprodução/YouTube)

Em vídeo, Budweiser se define "orgulhosa de ser uma macrocervejaria" e desfila ironias contra as artesanais (Foto: Reprodução/YouTube)

Tão acirrada como uma final do futebol americano, a disputa pelos espaços publicitários do Super Bowl trouxe à tona neste ano a ofensiva da gigante Budweiser (da Ambev) contra as cervejarias artesanais. O vídeo zomba da atitude "gourmet" e classifica de marqueteiro o movimento das artesanais. Trata-se de um contra-ataque. O comercial vem três meses depois de as microcervejarias terem em conjunto superado a Budweiser em vendas nos Estados Unidos, um acontecimento considerado por muitos - entre os quais a Beer Art - benéfico para a diversidade cervejeira.

O comercial, uma sequência de imagens com frases sobrepostas, começa com a Bud se apresentando como uma empresa orgulhosa de ser uma "macrocervejaria". A seguir, desfila ironias como a de "It's brewed for drinking, not dissecting" ("É feita para beber, não para dissecar"). A ideia central − "The people who drink our beer are people who like beer brewed the hard way ("As pessoas que bebem nossa cerveja são pessoas que gostam de cerveja feitas do jeito hard") − é completada com um deboche da Bud aos apreciadores de cervejas artesanais: "Let them sip their Pumpkin Peach Ale" ("Deixe-os sorverem suas Pumpkin Peach Ale".

Concorde ou não com o vídeo, ele traz uma verdade a ser observada por quem habita o universo das cervejas artesanais: o império da "macrocervejaria" não poupará esforços, incluindo os de marketing, para frear a escalada das artesanais, sejam elas "Pumpkin Peach Ale" ou estilos ocultados pela publicidade da Bud, como IPA, Stout, Weiss ou qualquer outro que lhe represente uma ameaça.

Para ver o vídeo, clique na imagem.