Copa Cervezas de América, oportunidade de avaliar a produção

Nas duas primeiras edições da Copa Cervezas de América, a Bamberg, de Alexandre Bazzo, foi escolhida a melhor cervejaria, mas ele lembra que ganhar medalhas não é o único foco. (Foto: Ricardo Jaeger/Arquivo Beer Art)

Nas duas primeiras edições da Copa Cervezas de América, a Bamberg, de Alexandre Bazzo, foi escolhida a melhor cervejaria, mas ele lembra que ganhar medalhas não é o único foco. (Foto: Ricardo Jaeger/Arquivo Beer Art)

Com inscrições abertas até 1º de agosto, a Copa Cervezas de América chega a sua terceira edição. Nas duas anteriores, uma coincidência: a Bamberg, de Votorantim (SP), foi escolhida a melhor cervejaria do concurso. Assim como outras brasileiras, a Bamberg deve participar da competição deste ano, de 2 a 6 de setembro. O foco principal, porém, não é o pódio, e sim a oportunidade de avaliar a produção e compará-la com o que é fabricado no Brasil e nos outros países do continente.

“Buscamos a avaliação, por isso não preparamos nenhum rótulo especial. A medalha é a consequência, o reconhecimento pelo nosso trabalho”, explica Alexandre Bazzo, da Bamberg, que nos anos anteriores conquistou dois ouros (com a Camila Camila em 2012 e com Weizenbier em 2011) e quatro pratas (com a Schwarzbier e a München em ambas as edições).

beerart copacervezadeamerica

A Copa Cervezas de América 2014 será realizada na Região da Auracanía, no Sul do Chile, e espera mais de 500 rótulos e cervejeiros de mais de 20 países. As inscrições podem ser realizadas até 1º de agosto pelo site www.copacervezasdeamerica.com.

O ranking das premiadas

Para saber mais sobre os prêmios conquistados pelas cervejas brasileiras, entre no link do Top Beer Art, ao clicar aqui.